Brumado: PF deflagra operação contra comercialização ilegal de seguros.

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste | Data: 18 abr 2017

Tags:, ,

Da Redação
foto: Brumado Notícias


Nesta terça-feia (18), a Polícia Federal (PF)  deflagrou a Operação BRUMADO II que visou à repressão do delito de comercialização ilegal de seguros. A Operação é um desdobramento da Operação Sinistro, deflagrada em julho de 2016 e teve por objetivo o cumprimento de mandados de busca e apreensão.

Conforme a PF, uma empresa especializada em seguros automotivos, mais especificamente no segmento de caminhões, agia na cidade sem autorização da Superintendência de Seguros Privados (Susep) para funcionar.

“Os investigados já respondem a uma ação penal, em virtude das conclusões obtidas após a deflagração da Operação Sinistro, porém perseveraram na mesma conduta delitiva, apenas com poucas mudanças na roupagem anterior, motivo pelo qual foram expedidos mandados de busca em seu desfavor”, afirma a nota divulgada pela PF.

Durante a operação, os policiais conseguiram recolher em malotes vários materiais que podem comprovar as suspeitas de irregularidades apontadas nas investigações. Ninguém foi detido no desdobramento desta terça, mas a PF ainda deve ouvir os envolvidos.

Justiça Federal determina busca e apreensão no Bradesco de Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 jan 2017

Tags:, , , ,

Da Redação

Nesta quarta-feira (25), a Polícia Federal está cumprindo um mandato de busca e apreensão na Superintendência Regional do Bradesco, em Vitória da Conquista. O mandado foi solicitado pelo Ministério Público Federal e foi determinado pela Justiça Federal.

A ação tem como objetivo encontrar contratos bancários de financiamentos e outros documentos relacionado a empresário investigado em procedimentos conduzidos pelo MPF e pela Polícia Federal na operação Mato Cerrado. De acordo om informações divulgadas pela Assessoria de Comunicação da Polícia Federal, o banco já tinha sido oficiado em outubro e dezembro de 2016 para que apresentasse os documentos, mas estava resistindo a colaborar com as investigações.

No mês de dezembro, o superintendente do Banco do Bradesco de Vitória da Conquista já havia sido preso em flagrante pela Polícia Federal exatamente por negar o acesso da polícia a informações que seriam utilizadas no inquérito policial da Operação Mato Cerrado.

A Operação, que já cumpriu 22 mandados de busca e apreensão nos municípios de Vitória da Conquista, Caatiba, Planalto e Salvador, tem como objetivo esquema instalado na prefeitura de Caatiba, na Bahia, onde foram encontradas irregularidades nas licitações de contratação cooperativas nas áreas de transporte escolar, saúde e logística

Superintendente do Bradesco é preso durante Operação Mato Cerrado da Polícia Federal

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 21 dez 2016

Tags:, ,

Da Redação

 

Nesta quarta-feira (21), o superintendente do Banco do Bradesco foi preso em flagrante  pela Polícia Federal.

De acordo com informações, ele teria negado o acesso da polícia a informações que seriam utilizadas no Inquérito policial da Operação Mato Cerrado

A Operação já cumpriu 22 mandados de busca e apreensão nos municípios de Vitória da Conquista, Caatiba, Planalto e Salvador a fim de desmantelar esquema instalado na prefeitura de Caatiba, na Bahia, onde foram encontradas irregularidades nas licitações de contratação cooperativas nas áreas de transporte escolar, saúde e logística.

Guanambi: Polícia Federal prende ex-secretário por desvio de verbas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 30 nov 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0167

A Polícia Federal cumpriu nesta quarta-feira (30) dois Mandados de Busca e Apreensão e um Mandado de Prisão Preventiva em Guanambi, contra um esquema de desvio de verbas da saúde e do transporte escolar. A ação conjunta do MPF, PF e CGU levou à prisão do ex-secretário Municipal de Administração de Guanambi, André Luis Costa Donato, atualmente ocupante do cargo de assessor parlamentar na Câmara dos Deputados.

Segundo as investigações, André Luis forjava procedimento licitatório para o desvio de verbas da saúde no Município de Palmas do Monte Alto (BA), através da contratação fraudulenta de uma empresa para fornecer materiais e equipamentos para Postos de Saúde da Família em Palmas de Monte Alto (BA), no ano de 2008, após licitação fraudada.

O esquema foi descoberto pela CGU e investigado pela PF desde 2014. Segundo a investigação, o assessor parlamentar foi o responsável pela reunião da documentação para a montagem da licitação e concorreu para o desvio das verbas da saúde. Na ação penal já proposta pelo MPF, figura também como réu o ex-Prefeito de Palmas de Monte Alto.

O assessor parlamentar já foi condenado pela Justiça Federal em Guanambi em outras duas ações penais, em uma delas inclusive por formação de quadrilha voltada para a prática de fraudes a licitações. Ele está atualmente envolvido em episódios de fraude a licitações de prefeituras baianas e desvio de dinheiro público, a exemplo de Pindaí, onde mantém contrato fraudulento para a prestação do serviço de transporte escolar, por meio de empresa constituída em nome de terceiros.

A prisão preventiva decretada pela Justiça Federal considerou que “a manutenção do investigado em liberdade implicará na reiteração das condutas aqui combatidas, atingindo-se a ordem pública”. Todos deverão responder pelo crime de formação de quadrilha, fraude à licitação e desvio de verbas públicas.

STJ nega habeas corpus para líder de quadrilha preso na Operação Lammer

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 29 nov 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_1464

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de habeas da defesa de Iuri Pereira dos Santos, um dos acusados de liderar uma quadrilha especializada em furtar dados bancários de diversas instituições financeiras na cidade de Vitória da Conquista. A prisão preventiva do acusado foi decretada no âmbito da Operação Lammer, da Polícia Federal, deflagrada em dezembro de 2015. A quadrilha atuava em cidades da Bahia, de São Paulo, de Goiás e do Distrito Federal.

Depois de ter o pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), a defesa do acusado recorreu ao STJ. Alegou ausência de fundamentação e de requisitos para a prisão preventiva. Sustentou excesso de prazo para conclusão da instrução criminal e violação do princípio da inocência.

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca afirmou que a prisão cautelar foi mantida em razão da periculosidade social do acusado, “um dos líderes de uma organização criminosa bem estratificada, voltada para o cometimento de fraudes bancárias por intermédio da internet, e que contava com o auxílio de alguns membros na ocultação do patrimônio”.

O relator do recurso sublinhou ainda o fato de Iuri “ter fugido do distrito da culpa e ter mudado todos os números de telefone e ainda se encontrar em lugar incerto” e que eventuais condições favoráveis, como ser réu primário e ter bons antecedentes, “não obstam a segregação cautelar, quando presentes os requisitos legais para a decretação da prisão preventiva”.

Prefeito, ex-prefeito e prefeita eleita de Malhada de Pedras são acusados de desvio de verbas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 25 nov 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

img_1214O prefeito Valdecir ‘Ceará’ (foto), o ex-prefeito Ramon dos Santos e a sua esposa e prefeita eleita, Terezinha Baleeiro, participaram ativamente dos desvios de verbas.

A Operação Vigilante, deflagrada pela Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU), cumpriu vário mandados de prisão contra membros da Administração Municipal de Malhada de Pedras. Entre os que foram presos ou conduzidos coercitivamente estão o prefeito, ex-prefeito e prefeita eleita do município. O esquema de desviou pelo menos R$ 3 milhões em recursos destinados ao transporte escolar no município.

O mandado de prisão preventiva foi cumprido contra o atual prefeito, Valdecir Bezerra, conhecido como Ceará, o vice-prefeito eleito, Adriano Paca, que se encontra foragido, além de servidores da Secretaria de Transportes. Também foram conduzidos coercitivamente o ex-prefeito, Ramon dos Santos, a prefeita eleita, Terezinha Baleeiro, o atual vice-prefeito, Paulo César Paca.

“A gente está falando de um ex-prefeito, que já tem condenação por inelegibilidade, da sua esposa, que foi eleita prefeita; do atual vice-prefeito e seu irmão, que foi eleito vice-prefeito, além de empresários e servidores da prefeitura. É o que a gente chama de um conúbio espúrio, que é um grupo político que se une no propósito de desviar recurso público em beneficio próprio, para custear gastos de campanha e empresários”, declarou o delegado Rodrigo Kolbe.

Os detidos na operação foram transferidos para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista, onde estão custodiados outros dois prefeitos da região presos este ano.

Operação investiga desvios de R$ 3 milhões em transporte escolar

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 25 nov 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

img_0828

O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e a Polícia Federal realizam, nesta sexta-feira (25), a Operação Vigilante, que visa desarticular esquema de desvios de recursos destinados ao transporte escolar no município de Malhada de Pedras. O prejuízo estimado ao Erário é de, pelo menos, R$ 3 milhões.

Durante as investigações, foram identificadas fraudes em licitação, com direcionamento, para contratação de empresa vinculada a gestores municipais; superfaturamento mediante adulteração de quilometragem de linhas percorridas; e cobrança pela prestação de serviço de transporte, em dias sem atividade escolar. Em alguns casos, a quilometragem cobrada era mais do que o dobro da distância real percorrida.

Participam da ação cerca de 90 pessoas, entre policiais e auditores da CGU. Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, oito conduções coercitivas, três medidas cautelares e 15 mandados de busca e apreensão, nos municípios baianos de Malhada de Pedras, Salvador, Alagoinhas, Itagibá e São José do Jacuípe.

Os envolvidos devem responder pelos crimes de responsabilidade, fraudes em licitação, organização criminosa, além de atos de improbidade. O nome da Operação faz referência a dois aspectos: primeiro, deriva do nome da empresa utilizada pela organização criminosa, que em tupi, significa vigilante; segundo, uma alusão a órgãos de controle, que estão vigilantes quanto aos desvios de recursos públicos.

PF desarticula quadrilha que fraudava benefícios trabalhistas e previdenciários

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 23 nov 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

img_0846

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal, Previdência Social, Ministério do Trabalho e Soint CIPE Central (Polícia Militar), deflagra na manhã desta quarta-feira (23) a OPERAÇÃO MELAÇO, que tem por objetivo desarticular organização criminosa que fraudava vínculos empregatícios para obter benefícios de seguro-desemprego e previdenciários. Cerca de 100 policiais federais e servidores da Previdência Social e do Ministério do Trabalho cumprem 31 mandados expedidos pela Justiça Federal, sendo 13 de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão. O cumprimento dos mandados ocorre nos municípios de Ipiaú, Ibirataia, Valença, Prado, Porto Seguro, Itamarajú e Santa Cruz Cabrália, todos na Bahia.

Conforme já apurado, a organização criminosa contava com a participação de técnicos em contabilidade, aliciadores e atendentes do SINE/BA, os quais atuavam de forma coordenada há mais de 10 anos. Os aliciadores recrutavam indivíduos dispostos a ceder seus documentos, entre os quais carteira de trabalho e cartão cidadão. Os técnicos em contabilidade inseriam contratos de trabalho retroativos (normalmente um ano) nas carteiras de trabalho e no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) para essas pessoas em empresas geralmente inativas ou constituídas em nome de “laranjas”. Na sequência eram forjadas as rescisões dos falsos vínculos laborais, e requeridos os benefícios de seguro-desemprego e previdenciários. …Leia na íntegra

Prefeito de Mirante é conduzido para presídio em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 nov 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

img_1048

O atual prefeito do município de Mirante, Hélio Ramos Silva, foi conduzido ao presídio Nilton Gonçalves em Vitória da Conquista. O chefe do executivo local, mesmo afastado, mantinha um esquema de desvio de verbas estimado em R$ 28 milhões.

Hélio, juntamente com a primeira dama e membros do governo municipal, montaram uma quadrilha especializada em fraudar licitações da Educação e Saúde. Segundo a denúncia, o Prefeito administrava as transferências de recursos públicos advindas das empresas, de maneira dissimulada, por meio da conta corrente de laranjas, com o objetivo de não atrair a atenção das Autoridades.

“Não houve nada de novo [desde a abertura do inquérito, em outubro de 205, até a prisão]. O que houve é que o pagamento e contratações dessas empresas fantasmas continuaram”, informou o delegado federal Rodrigo Kolbe. Ainda de acordo com o chefe das investigações, “todas as pessoas presas [26 no total] já se encontram na situação de denunciados e devem responder o processo presos”.

Prefeito de Mirante, primeira dama e membros do governo são presos pela Polícia Federal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 nov 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

hélio-ramosA Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (4) a segunda fase da Operação BELVEDERE, que visa cumprir 26 Mandados de Prisão Preventiva expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região nas cidades de Poções, Mirante, Boa Nova, Livramento de Nossa Senhora e Feira de Santana.

A primeira fase da operação foi realizada em outubro de 2015, quando foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, bloqueio e sequestro de bens e valores de R$ 1.095.000,00, 11 Mandados de condução coercitiva, além de seis Mandados de suspensão do exercício da função pública e proibição de adentrar nas dependências da Prefeitura.

As prisões foram decretadas nesta segunda fase, em razão do grupo investigado ter continuado operando irregularmente na Prefeitura de Mirante, mesmo após o cumprimento das medidas cautelares decretadas pelo Juízo em 2015. Dentre os presos estão o Prefeito, a primeira dama, o Chefe do setor de licitação, o Diretor Financeiro, o Chefe do Setor de Recursos Humanos, o Secretário de Infraestrutura, o Secretário de Planejamento e Finanças, o Procurador-Geral do Município, o Ouvidor-Geral, o Diretor do Setor de Tributos e Arrecadação, o Coordenador do Setor de Compras, o Coordenador do Setor de Supervisão de Ensino, o Gerente do Programa Ação Comunitária, o titular e suplente do Conselho Municipal de Educação do município de Mirante, além de empresários e “laranjas” do esquema criminoso.

A ação de hoje é decorrente da conclusão do Inquérito Policial e oferecimento da denúncia em desfavor dos investigados, que responderão pelos crimes previstos no Art. 2º da Lei 12.850/2013 (crime organizado), Art. 1º, I do Decreto-Lei 201/67 (crime de responsabilidade dos Prefeitos), Art. 89 da Lei 8.666/93 (fraude à licitação), Art. 288 do CPB (associação criminosa), Art. 333 do Código Penal (corrupção passiva), e Art. 1º da Lei 9.613/98 (lavagem de dinheiro).

Palocci era ‘software’ e Vaccari, ‘hardware’, diz Delcídio

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 02 nov 2016

Tags:, ,

Estado de São Paulo

750_201611210292827O senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS) afirmou à força-tarefa da Operação Lava Jato que o ex-ministro Antonio Palocci era o “software”, que pensava os projetos do governo em benefício do PT e que os ex-tesoureiros João Vaccari Neto, do partido, e José de Filippi Júnior, das campanhas presidenciais de 2006 e 2010, eram o “hardware”, que executavam a arrecadação de propina com empresas beneficiadas no governo petista.

“Antonio Palocci sempre atuava na formatação dos grandes projetos do governo”, afirmou Delcídio, delator ouvido no dia 11 de outubro, em denúncia apresentada contra Palocci pelos procuradores da Lava Jato, em Curitiba. “Palocci era como se fosse o ‘software’ do Partido dos Trabalhadores, enquanto João Vaccari e José de Filippi eram ‘hardware’, ou seja, executores daquilo que Antonio Palocci pensava e estruturava.”

O ex-ministro dos governos Dilma Rousseff (Casa Civil) e Luiz Inácio Lula da Silva (Fazenda), Palocci foi acusado formalmente à Justiça Federal no dia 28, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele está preso em Curitiba, preventivamente, desde o dia 26 de setembro. Vaccari, preso desde 15 abril de 2015, foi condenado em pelo menos dois processo julgados por Moro e é réu em outros, acusado de ser principal operador do recebimento e cobrança de propinas em nome do PT.

Filippi, ex-prefeito de Diadema e ex-secretário do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), é apontado por delatores como recebedor de propinas.

O advogado José Roberto Batochio, que defende Palocci, reagiu com indignação à denúncia do Ministério Público Federal. “É uma acusação monstruosa, absolutamente divorciada de qualquer elemento indiciário arrecadado nos autos.”

Vaccari e Di Fillipi, por meio de suas defesas, negaram em outras ocasiões envolvimento em esquemas ilícitos.

Universidades ocupadas dividirão espaço com seções eleitorais

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 26 out 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais 

dsc_0776As seções eleitorais que estão ocupadas por estudantes contrários à PEC 241 terão que se adaptar ao movimento. Na manhã desta quarta-feira (26), a Polícia Federal se reuniu com os manifestantes e chegaram a um acordo que mantêm as universidades como locais de votação e não impeçam a continuidade da ocupação.

“Os próprios estudantes já haviam se reunidos em assembleia e decidido pela manutenção da votação. O que quer dizer que a eleição vai acontecer de forma livre. Os eleitores poderão votar com tranquilidade”, afirmou o delegado da Polícia Federal Emerson Fonseca.

O delegado também disse acreditar que a mobilização próxima aos locais de votação não deverão favorecer nenhum dos candidatos que concorrem no pleito eleitoral. “[Os estudantes] serão fiscalizados, porque haverá fiscais dos partidos, da Justiça Eleitoral, os mesários e a polícia está tomando as providências para dar segurança aos eleitores”, aponta o delegado.

O delegado ainda garantiu que o contingente de policiais federais será três vezes maior que o do primeiro turno.

Conselho Consultivo e advogados pedem reforço de contingente da Policia Federal no segundo turno

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 26 out 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

img_2612

Na tarde dessa terça-feira (25), membros do Conselho Consultivo e advogados que apoiam o candidato a prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), entregaram um requerimento solicitando aumento no número de policiais federais no segundo turno das eleições em Vitória da Conquista. O requerimento foi entregue ao delegado da Polícia Federal, Emerson Fonseca, e à Justiça Eleitoral.

img_1026

Segundo o Coronel Esmeraldino Correia, “esse pedido visa dar maior tranquilidade ao pleito que se avisinha, haja vista que é necessário o reforço da Policia Federal, instituição que é uma das mais respeitadas no País”. Já Rafael Nunes, advogado, afirmou que “a população de Conquista acredita no trabalho da Polícia Federal e, o aumento no contingente vai inibir que o pleito seja maculado, fraudado”.

Após realizar o pedido na Policia Federal o grupo se dirigiu até a Justiça Eleitoral para protocolar o pedido também junto ao juiz Wander Cleuber.

Herzem e advogados pedem atuação da Polícia Federal e OAB na fiscalização da eleição no 2º turno

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 22 out 2016

Tags:, , , ,

da Redação

Foto: divulgação

oab-herzem

Repercutiu na imprensa da capital a visita que o candidato Herzem Gusmão (PMDB), fez a OAB – Subseção de Vitória da Conquista, na tarde desta 6ª feira (21). O Bahia Notícias, Bocão News e Política Livre destacaram a visita do candidato do PMDB que foi recebido pelo presidente da Ordem, Ubirajara Godim Ávila.

“Apresentamos um pedido a OAB, solicitando que a entidade se envolva na fiscalização das eleições, principalmente, no dia do pleito. Estamos solicitando à OAB, inclusive, uma visita à Polícia Federal, para solicitar que aumente o contingente para a fiscalização e garanta que os votos dos conquistenses sejam legitimados nas urnas”, explicou Gusmão.

A expectativa do candidato e dos advogados é que seja agendada logo no início da próxima semana à visita ao delegado Emerson Fonseca de Sousa  (Polícia Federal),  para que haja tempo da solicitação do reforço policial.

O candidato Herzem Gusmão destacou que  a campanha do candidato José Raimundo (PT), vem utilizando a máquina pública estadual em benefício próprio de maneira escancarada. “Apesar de reconhecer que os mutirões de cirurgias são importantes, é lamentável que só agora, no período eleitoral, tais benefícios sejam disponibilizados a população”, disse lembrando de práticas irregulares ocorridas nas eleições de 2012.

Boca de urna / Compra de votos

Ao justificar a solicitação Gusmão acrescentou: “a presença da PF servirá para inibir a boca de urna e possível compra de votos. Desejo que a PF, que goza de extraordinária credibilidade e reputação em todo Brasil, venha com muita força para Conquista auxiliar o pleito. A manifestação do eleitorado precisa ser legitima e respeitada”, concluiu.  A PF flagrou compra de votos no 1º turno de um determinado candidato. O fato está sendo apurado pelo delegado da PF, Emerson Fonseca de Sousa.

Polícia Federal realiza mandados de busca em aeroporto clandestino de Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 17 out 2016

Tags:, ,

Da Redação

img-20161017-wa0021-1024x768

Na manhã desta segunda-feira (17) a Polícia Federal realizou uma operação que culminou no cumprimento de mandado de busca e apreensão deferido pela Justiça Federal, no aeródromo denominado “Ninho das Águias”, em Vitória da Conquista. O mandado foi cumprido com participação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no aeródromo e na residência de quatro investigados: o homem que detém a posse do terreno – identificado como um dos responsáveis pelas atividades – e três pilotos envolvidos na administração do aeródromo.

De acordo com as informações da PF, o aeródromo foi construído ilegalmente em terreno federal. Além disso, o aeroporto tem atividade ilícita noturna intensa, com pousos e decolagens realizados sem a autorização da Anac, o que, segundo as investigações, reforça a suspeita de que o local vem sendo usado para facilitar a realização de crimes.
maxresdefault

O aeródromo foi construído ilegalmente, em área rural pertencente à União, no bioma da mata atlântica, sem licença ambiental. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) informou que os beneficiários originais dos lotes teriam sido expulsos, assumindo a posse do terreno um homem que o alienou ilicitamente a um dos investigados.

O “Ninho das Águias” está situado às margens da BA-263, no povoado Goiabeira e, segundo vídeo divulgado nas redes sociais, teria sido inaugurado no mês de setembro. Na época, os proprietários afirmaram que a Anac havia inscrito o “Ninho das Águias” no cadastro de aeródromos.

PF indicia Lula por corrupção em contratos do sobrinho em Angola

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 05 out 2016

Tags:, , ,

A Tarde

img_1672

A Polícia Federal (PF) indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção. A PF também indiciou o empreiteiro Marcelo Odebrecht e Taiguara Rodrigues, sobrinho de Lula, estes dois por corrupção e lavagem de dinheiro. O ex-presidente teria beneficiado o sobrinho por meio da Odebrecht em contratos em Angola. Foi na obra de ampliação e modernização da hidrelétrica de Cambambe, no país africano, contudo, que o empresário firmou um contrato milionário com a Odebrecht, em 2012 – que está agora na mira dos investigadores.

Sua empresa Exergia fechou um contrato de prestação de serviços para a empreiteira naquele ano no valor de R$ 3,5 milhões. Taiguara é filho de Jacinto Ribeiro dos Santos, o Lambari, amigo de Lula na juventude e irmão da primeira mulher do ex-presidente, já falecida. …Leia na íntegra

Rui Costa e dois ex-ministros são investigados em operação da PF

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 out 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_1097

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), e os ex-ministros das Cidades Mário Negromonte (PP) e Márcio Fortes são investigados na operação ‘Hidra de Lerna’ da Polícia Federal. A ação cumpre 16 mandados de busca e apreensão na Bahia, Distrito Federal e no Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (4). As informações são do G1 Bahia.

Segundo a Polícia Federal, a operação investiga um grupo criminoso responsável pela possível prática de financiamento ilegal de campanhas políticas na Bahia e por esquemas de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades. A operação também investiga se o esquema de financiamento foi usado na campanha eleitoral de Rui Costa ao governo do estado.

Os mandados foram deferidos pela ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça, pois os investigados têm foro privilegiado.

Linhas de investigação …Leia na íntegra

Sede do PT e agência, em Salvador, são alvo de operação da Polícia Federal

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 04 out 2016

Tags:, , ,

G1

policia_federal_01Polícia Federal esteve na sede do Partido dos Trabalhadores, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (4), a Operação Hidra de Lerna, que cumpre 16 mandados de busca e apreensão na Bahia, Distrito Federal e no Rio de Janeiro. A operação investiga um grupo criminoso responsável pela possível prática de financiamento ilegal de campanhas políticas na Bahia e por esquemas de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades.

A PF esteve no prédio onde mora o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e ex-ministro das Cidades pelo Partido Progressista (PP), Mário Negromonte, em Salvador, na manhã desta terça-feira. O G1 tentou contato com a assessoria do ex-ministro, mas ninguém foi localizado. O ex-ministro Márcio Fortes também é um dos investigados na operação.

Ainda na capital baiana, mandados são cumpridos na agência de publicidade Propeg, no bairro da Barra, e na sede do PT, no Rio Vermelho. Não foi divulgado o número total de mandados no estado. O G1 tentou falar com a Propeg por telefone, mas ninguém foi localizado na agência.

Os mandados foram deferidos pela Ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça, pois os investigados têm foro privilegiado.A Operação Hidra de Lerna, que deriva de três colaborações de investigados na Operação Acrônimo, já homologadas pela Justiça e em contínuo processo de validação pela Polícia Federal, tem como origem dois novos inquéritos em tramitação no STJ e cuja distribuição entre os ministros da corte ocorreu de forma automática. …Leia na íntegra

Polícia Federal desarticula esquema de compra de votos em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 30 set 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

dsc_0776Na madrugada dessa quinta-feira (29), a delegacia da Polícia Federal desarticulou um esquema de compra de votos que seria realizado no dia das eleições, em Vitória da Conquista. Em entrevista a repórter Mônica Cajaíba, da Rádio Clube, o delegado Emerson Fonseca afirmou que o crime que teria o envolvimento de motoristas de vans e políticos.

“Estes políticos fizeram acordo com uma série de motoristas de vans, para que estes motoristas saiam logo cedo, de diferentes locais da cidade, com os veículos lotados de eleitores. E, a cada um desses eleitores, é entregue santinhos e dinheiro”, explica o delegado. “Nós já identificados que não seria dada uma grande quantia a cada eleitor e seria dado em notas de menor valor”.

A Polícia Federal está trabalhando em conjunto com as polícias Militar e Civil no combate ao transporte clandestino de eleitores. “Vamos fazer um aparato de proteção ao eleitor e não vamos descansar enquanto todas estas vans que ousarem desafiar a polícia estiverem retidas”, alerta o delegado Emerson Fonseca. “Aquele motorista que quiser ganhar esse dinheiro sujo. Ao político que quer se eleger, acreditando que ele vai trabalhar dessa forma suja; saibam, não vão conseguir esse intento!”, dispara.

Ainda segundo a Polícia Federal, há informações seguras de qual candidato está responsável pelo derrame de dinheiro e santinho. No entanto, os nomes dos envolvidos ou a que cargos disputam não foram divulgados, porque as investigações ainda estão em andamento. Este crime prevê prisão de 6 a 12 anos.

Palocci é preso na Lava Jato; mandados são cumpridos na BA

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 26 set 2016

Tags:, , ,

A Tarde

650x375_palocci_1669881O ex-ministro dos governos Lula e Dilma Rousseff, Antonio Palocci, foi preso na 35ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta segunda-feira, 26, pela Polícia Federal (PF). A ação, denominada “Omertà”, cumpre 45 mandados na Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Na capital baiana, policiais federais cumprem duas ordens judiciais de busca e apreensão e de condução coercitiva. Eles também fazem buscas em Camaçari, onde uma pessoa será conduzida para depor. Não há informações sobre os alvos da operação na Bahia. …Leia na íntegra