MPF denuncia 21 hackers que atuavam em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 03 fev 2016

Tags:, ,

Da Redação

mpf
O Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista e a Polícia Federal deflagaram no último ano a Operação Lammer, que desmascarou uma organização criminosa que, desde 2010, praticava fraudes contra instituições financeiras pela internet. As investigações identificaram que o golpe chegou ao montante de R$ 289.160,00.

Como resultado da operação, vinte e uma pessoas foram denunciadas e sete presas. A acusação foi apresentada pelo MPF em 23 de dezembro de 2015. No dia 31 de dezembro de 2015, a Justiça Federal recebeu a denúncia e determinou a prisão de Iuri Pereira dos Santos, além da manutenção dos outros que já estavam presos: Leandro Morais Paixão, Nelita Almeida Ferraz, Delmiro Ferraz, João Batista, Sandro Camilo, Tiago Bezerra, Sandro Bezerra. O único foragido é Iuri Pereira dos Santos.

De acordo o Ministério Público, programadores captavam dados bancários de correntistas, que eram repassados a uma integrante da quadrilha responsável por invadir a conta corrente das vítimas e orientar saques e transferências dos valores depositados. Em seguida, a organização recrutava pessoas para ceder a conta corrente que recebia o dinheiro furtado.

Durante as investigações, foram identificadas no mínimo 15 operações, e o MPF acredita que a atuação da organização seja ainda mais extensa. Isso porque, que no período entre 1º de janeiro de 2011 e 13 de março de 2012, ao menos 62 contas bancárias vinculadas à Caixa Econômica Federal foram lesadas, além de 635 contas do Banco do Brasil.

Todos devem responder por invasão de dispositivo informático alheio, cuja pena prevista é de reclusão de seis meses a dois anos e multa; por furto qualificado, com pena de reclusão de dois a oito anos, e multa. Eles devem responder, ainda, por promoção de organização criminosa, cuja pena é de reclusão de três a oito anos e multa. Aqueles que foram  favorecidos por transferências em suas contas ou participaram dos saques responderão por furto qualificado. O MPF requer, ainda, a condenação solidá¡ria dos integrantes da organização no valor de 500 mil reais.

Operação reprime extração clandestina de areia no Ribeirão do Poço

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 09 dez 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_1464

A Polícia Federal em Vitória da Conquista realizou na manhã desta quarta-feira (9) a Operação AMPULHETA, que visa reprimir a extração clandestina de areia em diferentes pontos do leito seco do Ribeirão do Poço, entre os municípios de Vitória da Conquista e Anagé. A operação cumpre dois mandados de prisão preventiva e de cinco mandados de busca e apreensão.

Os mandados de prisão foram expedidos pelo Juiz Federal da 1ª Vara da Subseção de Vitória da Conquista em virtude do descumprimento de decisão judicial anterior, que determinara a suspensão da atividade econômica dos presos, os quais já haviam sido indiciados pela Polícia Federal pela mesma prática delituosa.

A operação é resultado de uma ação conjunta entre a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Polícia Militar (78ª e 92ª Companhias Independentes), IBAMA, INEMA e Prefeitura de Vitória da Conquista. A ação contou com o emprego de mais de 45 servidores públicos e o apoio aéreo de 01 helicóptero do INEMA.

Os responsáveis serão indiciados novamente pela prática do crime de furto de bem da União (art. 2º da Lei nº 8.176/91) e de extração ilegal de areia (art. 55 da Lei 9.605/98), com penas que, somadas, superam cinco anos de prisão.

Operação LAMMER: Resenha Geral tem acesso às informações dos acusados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

operação-lammer2De cima para baixo: Leandro ‘AG’ Morais; Nelita Ferraz; João Batista Filho;
os irmãos Thiago e David Carvalho Bezerra; e ____.

O BLOG DA RESENHA GERAL teve acesso exclusivo a parte do mandado de prisão contra as cinco pessoas presas na Operação LAMMER, que desarticulou uma quadrilha especializada em fraudes bancárias através da internet. Entre os presos pela Polícia Federal estão filhos e donos de empresas da cidade.

Na lista dos presos estão: Leandro Morais Paixão, Nelita de Almeida Ferraz, David Carvalho Bezerra, Thiago Carvalho Bezerra, Delmiro Ferraz da Rocha Neto, João Batista Martins Ferraz Filho e Sandro Camilo Mendes Santos.

Além da prisão, a polícia cumpriu mandado de busca e apreensão na casa dos sete acusados. O mesmo mandado foi cumprido na residência de outros três suspeitos (Cezar Molina Dias, Wallison Lima Santos, Kesley Pereira Marques). Os policiais federais também estiveram em uma loja de autopeças na Avenida Integração e em um galpão pertencente a Leandro Paixão, na Praça do Cajá. As investigações apontam para a direção que este dois estabelecimentos eram utilizados para lavagem de dinheiro desviado.

IMG_2765foto: Roberto Silva – Blog da Resenha Geral

Além de documentos, foram apreendidos três veículos e uma motocicleta de alto valor, fruto do dinheiro desviado das contas bancárias invadidas. Os acusados também gastavam os valores na compra de terrenos e apartamentos, além de ostentar em bares e festas de Vitória da Conquista.

A Justiça também autorizou a interceptação de ligações e dados telefônicos de Leandro, Nelita, Delmiro e João Batista, bem como de cinco pessoas identificadas apenas como Abel, Alex, Ruan, Danilo e Diego, que seriam novos integrantes da organização criminosa.

Operação LAMMER: quadrilha chegou a desviar R$ 200 mil de uma única conta

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_2761

A Polícia Federal concedeu entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira (2), dando detalhes da Operação LAMMER, que desarticulou uma quadrilha especializada em fraudes bancárias através da internet. Ao todo, foram cumpridos 7  mandados de prisão preventiva, 14 mandados de busca e apreensão, além de 12 mandados de condução coercitiva em três estados.

Dos mandados de prisão, 5 foram cumpridos em Vitória da Conquista e 2 em São Paulo. A polícia não revelou as identidades dos presos, mas o BLOG DA RESENHA GERAL levantou que entre os presos está uma mulher e um proprietário de loja de autopeças. Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos em residências e empresas da cidade.

Segundo o delegado Marcelo Siqueira, somente de uma das contas atacadas, a quadrilha desviou mais de R$ 200 mil. Os valores eram gastos de várias formas e há a suspeita de que empresas foram criadas em Conquista para lavar o dinheiro (como a loja de autopeças). “Eles não tinham uma ocupação definida, chegamos a ir a algumas empresas ligadas aos acusados, mas pareciam empresas ‘fantasmas’”, explicou o delegado.

*Atualizado às 17 horas de 02/12/2015

PF desarticula quadrilha conquistense que desviou milhões de contas bancárias

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_1464

Uma nova operação da Polícia Federal em Vitória da Conquista cumpriu mandados de prisão preventiva e busca e apreensão na cidade. Dessa vez, a ação investiga crimes de fraudes bancárias cometidos através da Internet. O foco principal foi Conquista, já que a maioria dos recursos desviados eram encaminhados. A polícia tem provas documentais do pagamento, feito com os recursos desviados, de taxas de licenciamento veiculares referentes a milhares de veículos de Vitória da Conquista e região.

A operação, intitulada LAMMER, foi realizada em conjunto com o Ministério Público Federal e cumpriu 7  mandados de prisão preventiva, 14 mandados de busca e apreensão, além de 12 (doze) mandados de condução coercitiva. Além de Conquista, os mandados foram cumpridos nas cidades de São Paulo, Osasco (SP), Águas Lindas de Goiás (GO), Brasília, Itororó e Teixeira de Freitas.

Segundo a polícia, a quadrilha capturava os dados cadastrais e de senhas de acesso aos sistemas de internet banking, invadia as contas bancárias e transferia os saldos existentes para contas de laranjas. O dinheiro desviado era sacado ou ainda utilizado para pagamentos de boletos bancários, taxas de licenciamento de veículos, contas de consumo (água, luz, telefone, tv a cabo, etc.) e outros títulos. O grupo já vinha atuando há diversos anos, causando um prejuízo às instituições financeiras estimado em milhões. A polícia aponta que em apenas uma invasão de conta bancária os criminosos se apropriaram de quantias na casa das centenas de milhares de reais.

Os investigados que foram presos e conduzidos hoje responderão pelos crimes de estelionato qualificado e constituição e integração de organização criminosa, previstos no artigo 171, § 3º, do Código Penal, e no artigo 2º da Lei 12.850/2013, com penas que, somadas chegam a mais de 14 anos de reclusão.

LAMMER é o termo pejorativo utilizado para nomear criminosos cibernéticos que se acham acima do bem e do mal e que acreditam que nunca serão pegos. Em geral são operadores de programas desenvolvidos para captura de senhas, utilizados para invasões de contas bancárias através dos sistemas de Internet Banking.

PF desarticula quadrilha ligada à facção paulista; 18 são presos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 26 nov 2015

Tags:, , , , , , , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

por Mateus Novais

pfilheus2A Polícia Federal prendeu 18 suspeitos de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro na Operação Patente, nesta quinta-feira (26). A organização atuava nas cidades de Ilhéus, Itacaré, Jequié, Salvador e São Paulo. Segundo a PF em Ilhéus, a quadrilha é suspeita de movimentar cerca de R$ 20 milhões.

O delegado federal Mário Lima, informou que uma advogada, suspeita de ser uma das líderes do tráfico, e uma estagiária de Direito estão entre os presos. Em um apartamento da advogada, em Salvador, foram apreendidos R$ 50 mil em espécie. Nesta quinta, a PF apreendeu material relativo à contabilidade do tráfico, cerca de R$ 65 mil, uma pequena quantidade de drogas e veículos. A operação visava cumprir 27 mandados de prisão preventiva e 22 mandados de busca e apreensão.

Em oito meses de investigação, a polícia apreendeu dois mil quilos de drogas referentes ao tráfico da organização. “Eles compravam boa parte da droga junto com conhecida facção criminosa em São Paulo”, explica o delegado. Informações G1 Bahia

Polícia destrói 900 kg de drogas apreendidas em operações no Sudoeste

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 18 nov 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_3748foto: divulgação – Polícia Federal

A Delegacia de Polícia Federal de Vitória da Conquista realizou uma grande incineração de entorpecente na manhã desta quarta-feira (18). Ao todo, foram destruídos 900 kg de drogas, entre elas maconha, cocaína, crack e anfetaminas. Os produtos foram apreendidos pelas forças policiais ao longo do ano de 2015 em operações nas ruas de cidades do da região Sudoeste.

A ação contou com a participação da Polícia Civil, Ministério Público Estadual, Varas Criminais (1a, 2a, 3a e Vara da Infância e da Juventude), além da Vigilância Sanitária. Somente nas Varas Criminais foram coletadas aproximadamente 600 kg de drogas.

MPF denuncia ex-prefeita de Ibicoara e oito militares por ameaça contra policiais federais

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 10 nov 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

Ibicoara

O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia denunciou a ex-prefeita de Ibicoara, Sandra Regina Gomes Vidal, pelo crime de coação no curso do processo contra dois agentes da Polícia Federal. Os policiais cumpriam diligências regularmente determinadas e interrogavam moradores de Ibicoara, para instruir inquérito policial sobre suposta compra de votos em benefício do atual deputado federal, Edson Pimenta, ex-companheiro da ex-gestora. Também foram denunciados pelo mesmo crime os policiais militares Joselito Domingos Cruz, Eliomar Ferreira Lemos, Marco Antonio Miranda Nascimento, Lindinei Ribeiro Andrade, Alécio Marques de Andrade, Robério Bispo Braga, Francisco Vitoria Moreira, Francisco Jesus de Souza, os ex-servidores da Prefeitura de Ibicoara Natal Neto Luz e João Santos Reis, o vereador do município de Anagé/BA Igor Leonardo Oliveira Macário e a filha da ex-gestora Tayin Lua Vidal Pimenta, à época dos fatos chefe de gabinete da prefeita. A denúncia foi recebida pela Justiça Federal no dia 22 de outubro de 2015 e todos os denunciados já são formalmente réus.

Segundo a ação penal, no dia 25 de outubro de 2011, dois agentes da Polícia Federal foram ao município de Ibicoara para entrevistar moradores sobre o recebimento de cestas básicas no ano de 2010 e saber se esse recebimento estaria condicionado a voto no então candidato a deputado federal, Edson Pimenta. Ao saber da investigação, Sandra Vidal avisou sua filha, que contatou os oficiais da Polícia Militar para que impedissem as diligências dos agentes federais. …Leia na íntegra

Polícia pede à Justiça cancelamento de aprovação dos 5 acusados de fraudar concursos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 04 nov 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_1434

Ao todo, cinco pessoas foram conduzidas pela Polícia Federal para serem ouvidas na delegacia, durante a ‘Operação Reprovados’, nesta quarta-feira (4). Os acusados de fraudar concursos públicos, todos de Brumado, agiam de maneira simples, mas foram descobertos também pela forma simples que realizaram o crime.

“Nós constatamos que essas cinco pessoas que foram conduzidas hoje para a delegacia tiveram a mesma nota, o mesmo número de acerto e o mesmo número de erro, nos dois certames públicos diferentes – o que é praticamente impossível de acontecer. E que eles agiam trocando o pré-nome pela sílaba ‘NI’, para que todos ficassem na mesma sala. Então, um fazia a prova e repassava o gabarito para os demais”, explica o delegado-chefe da PF em Vitória da Conquista, Dr. Marcelo Siqueira.

As fraudes ocorreram em certames da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), onde os acusados foram reprovados, e Instituto Federal da Bahia (IFBA), onde foram aprovados. “Representamos à Justiça Federal para obstar que algum desses [acusados] tome posse em algum cargo público ou se estiver em cargo público que seja afastado”, concluiu o delegado.

Polícia Federal desarticula quadrilha acusada de fraudar concursos públicos

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Polícia | Data: 04 nov 2015

Tags:, ,

Da Redação

polícia federal

Nesta quarta-feira (4), a Polícia Federal de Vitória da Conquista, em conjunto com o Ministério Público Federal, deu início à Operação Reprovados. A ação tem como objetivo desarticular grupo criminoso especializado em fraudar concursos públicos.

Como resultado da operação, já foram cumpridos cinco mandados de condução coercitiva, bem como cinco mandados de busca e apreensão, todos na cidade de Brumado, a 134 Km de Vitória da Conquista. Segundo a Polícia Federal, os acusados teriam se utilizado de fraude para conseguir aprovações em certames públicos da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e do Instituto Federal da Bahia (Ifba), ambos organizados pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle.

A fraude teria sido operacionalizada mediante alteração dos dados cadastrais dos investigados. De acordo com a PF, os acusados teriam acrescentado uma sílaba idêntica no início dos seus prenomes, o que possibilitou que realizassem as provas todos na mesma sala e obtivessem o mesmo número de acertos, alcançando, inclusive, aprovação no concurso público do Ifba.

Os envolvidos responderão pelos crimes de fraude em certames de interesse público, falsidade ideológica e de constituição e participação em organização criminosa. Com penas somadas, os acusados podem pegar mais de quinze anos de prisão.

Polícia Federal não descarta participação de gestor em fraudes da Prefeitura de Caatiba

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 22 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Rony Cley

IMG_3011A Polícia Federal (PF) de Vitória da Conquista ainda está ouvindo alguns dos suspeitos e testemunhas de terem participado dos desvios de recursos federais na Prefeitura de Caatiba (a 76 km de Vitória da Conquista). A denúncia chegou ao conhecimento da PF após sindicância interna da Administração Municipal, ainda assim, a participação de pessoas do alto escalão do município, como o prefeito, não está descartada.

Segundo o delegado-chefe da PF, Marcelo Siqueira, foi o Ministério Público Federal que encaminhou a documentação da sindicância para a polícia. “[Dois] funcionários da Prefeitura chegaram a ser demitidos. Mas o interesse da nossa investigação é apurar se houve mais envolvidos e se o valor desviado foi maior do que a gente conhece”.

No entanto, como as irregularidades foram detectadas no período de janeiro de 2013 a janeiro de 2015, durante toda a gestão do atual prefeito Junior Mendes, não está descartada a participação do gestor nos crimes. “Por enquanto, não existe nos autos indícios da participação do prefeito, mas não pode ser descartada, tendo em vista que as pessoas que operacionalizaram a fraude são servidores que foram indicados pelo prefeito para ocupar cargos de confiança e durou muito tempo”, concluiu o delegado que preside as investigações, Victor Menezes (foto).

Polícia Federal deflagra nova operação de combate a fraudes em prefeituras no Sudoeste

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 22 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG 

DSC_1464

A Polícia Federal (PF) de Vitória da Conquista deflagrou, na manhã desta quinta-feira (22), mais uma operação de combate a desvio de verbas em municípios da região Sudoeste. Dessa vez, a ação, denominada Operação Hollerith, cumpriu sete mandados de condução coercitiva e seis de busca e apreensão nas cidades de Caatiba (a 76 km de Conquista).

Segundo informações da PF, uma organização criminosa formada por ex-funcionário e servidores “fantasmas” da prefeitura de Caatiba teria atuado nos setores contábil e de recursos humanos do município. O grupo utilizava verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), repassadas pela União, alterando para mais os salários de servidores e incluindo “fantasmas” na folha de pagamento.

Além de Caatiba, as buscas foram realizadas nas cidades de Poções, Planalto e Ibicuí, com o objetivo de apreender documentos que comprovem a ligação entre os investigados e a existência da organização criminosa, além dos valores e bens adquiridos com os recursos públicos desviados.

A estimativa é que a fraude tenha causado um rombo de R$ 745.756,94 aos cofres do município. Os investigados podem ser enquadrados nos crimes de constituição e integração de organização criminosa, peculato, e de inserção de dados falsos em sistema de informações. Somadas, as penas podem ultrapassar 30 anos de prisão.

Polícia Federal apresenta charge alusiva a desvio de verba em Mirante

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 21 out 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_1445

Durante a coletiva de imprensa que esclareceu detalhes da Operação Belvedere, os delegados da Polícia Federal apresentaram a charge acima pertencente ao artista Tacho. A ilustração, segundo o delegado Rodrigo Kolbe, representa os desvios de dinheiro público que ocorreram no município de Mirante. Contratos de prestação de serviço e produtos foram fraudados para beneficiar servidores, empresas e até o prefeito da cidade. O montante ultrapassa os R$ 4 milhões.

Prefeito de Mirante usava laranja para receber dinheiro desviado, diz PF

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 20 out 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_1035Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na Prefeitura de Mirante.
Foto: Bom Jesus Destak

O prefeito de Mirante Hélio Ramos, investigado na Operação Belvedere, e sua esposa, Mônica Alves de Lima, estão proibidos de entrar no prédio da Prefeitura daquele município. Os dois, com a ajuda de servidores com cargo de confiança e empresas prestadora de serviços, teriam desviado mais de R$ 4 milhões dos cofres públicos. Segundo a Polícia Federal, o dinheiro chegava aos bolsos do prefeito através de um laranja.

DSC_1431O nome do responsável por receber o dinheiro sujo das empresas vencedoras (de forma fraudulenta) das licitações não foi revelado pela polícia, mas os agentes revelaram como funcionava o repasse. “Cabia depois determinar como esse valor [desviado] iria para o prefeito sem, explicitamente, ser depositado na conta dele. E aí veio o papel desse servidor municipal, que recebia [um salário de] R$ 800 por mês e movimentou milhares de reais na conta”, explicou o delegado da Polícia Federal, Rodrigo Kolbe.

Segundo o delegado, a quebra do sigilo bancário do servidor ‘laranja’ demonstrou que os valores eram proporcionais aos dos contratos firmados com as empresas. “A partir daí, a gente foi identificando outros indícios, outros fatores, que levaram não só a participação do prefeito, como da primeira-dama e de outros servidores do município”, concluiu o delegado federal.

Mandato do prefeito de Mirante é suspenso e bens de envolvidos apreendidos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 20 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_1457Ronaldo Machado (CGU), delegado federal Rodrigo Kolbe e o delegado-chefe da PF local,
Marcelo Siqueira, concedem entrevista sobre a Operação Belvedere

Ainda durante toda esta terça-feira (20), a Polícia Federal cumpre os mandados de busca e apreensão da Operação Belvedere. Centenas de documentos estão chegando à sede da PF em Vitória da Conquista para ser analisado nas investigações que desarticulou uma quadrilha responsável por fraude em licitações, que teria desviado mais de R$ 4 milhões de dentro da Prefeitura de Mirante.

A PF e a Controladoria Geral da União, parcerias nas investigações, apontaram que todos os 11 principais envolvidos serão ouvidos ainda hoje. Somente o prefeito de Mirante Hélio Ramos Silva, que ainda não foi encontrado, deve ser interrogado em um segundo momento. Ele, assim como os outros 10 que tiveram os mandados de condução coercitiva expedidos a seu desfavor, teve os bens bloqueados. “O Tribunal Federal da 1ª Região, em Brasília, determinou a apreensão dos bens de todos os envolvidos, como contas bancárias e veículos. As equipes estão terminando de chegar com os materiais apreendidos, e nós já temos notícias de veículos e dinheiros apreendidos”, revelou o delegado-chefe da PF local, Marcelo Siqueira, que também afirmou que a Justiça determinou a suspensão do mandato do prefeito Hélio Ramos.

Após a apreensão de todo o material, a operação chega a um novo estágio, que é a análise das provas. “A CGU está participando, nesse momento, da fase de apreensão dos processos de licitações e dos contratos. E vamos participar de uma etapa seguinte, que é uma análise mais debruçada desses processos de licitações para identificar todas as evidências dos crimes que foram cometidos”, apontou o chefe adjunto da Controladoria Geral da União, na Bahia, Ronaldo Machado.

Com o fim desta segunda etapa, as investigações podem tomar outros rumos, já que a Polícia Federal detectou que as empresas têm contratos firmados com outras prefeituras na Bahia. “A investigação é um retrato do que a gente conseguiu apurar até então. Essa fraude pode estar acontecendo há mais tempo, e as investigações é que vão dizer”, conclui o delegado Marcelo Siqueira.

Polícia Federal desarticula quadrilha que fraudava licitação na Prefeitura de Mirante

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 20 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

hélio-ramosA Prefeitura da cidade de Mirante (a 140 km de Vitória da Conquista) voltou a ser alvo da Justiça. Nesta terça-feira (20), a Polícia Federal, em conjunto com a CGU e o Ministério Público Federal, deflagrou uma operação, com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa instalada na Prefeitura. Segundo a PF, a quadrilha praticava fraudes em licitação, desvio de recursos públicos, corrupção e lavagem de dinheiro em benefício do prefeito Hélio Ramos Silva.

O esquema consistia basicamente no seguinte modus operandi: O Prefeito e o Presidente da Comissão de Licitação cuidavam da formalização da licitação com o objetivo de direcionar o certame para que uma das empresas já consignadas na organização criminosa saísse vencedora; a empresa, através de seu sócio representante aceitava participar da simulação e repartir os recursos públicos que serão repassados para ela; e, por fim, o Prefeito administrava as transferências de recursos públicos advindas da empresa, de maneira dissimulada, por meio da conta corrente de um servidor municipal com o objetivo de não atrair a atenção das Autoridades. As empresas envolvidas no esquema receberam mais de R$ 4 milhões do município de Mirante.

Para consecução do esquema, o grupo contou com a atuação de servidores dos setores de licitação (CPL), pessoal e finanças, todos com ligação com o Gestor Municipal, que, por ordem do Tribunal Regional Federal da 1ª Região foi afastado do cargo por tempo indeterminado.

A Operação Belvedere está sendo conduzida pela Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista/BA, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União.

Foram cumpridos 08 mandados de busca e apreensão, bloqueio e sequestro de bens e valores de R$1.095.000,00, 11 Mandados de condução coercitiva, além de 06 Mandados de suspensão do exercício da função pública e a proibição de adentrar nas dependências da Prefeitura, incluindo o próprio Prefeito, a primeira dama e outros servidores públicos ligados ao esquema, nas cidades de Mirante, Livramento de Nossa Senhora, Bom Jesus da Serra, Poções, Planalto e Feira de Santana.

Os supostos responsáveis pela prática dos crimes deverão ser enquadrados pelo crime de fraude à licitação, corrupção ativa e passiva, crime de responsabilidade dos Prefeitos, crime organizado e lavagem de dinheiro.

Irmão do vereador de Anagé é preso em Conquista também por exercício ilegal da odontologia

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 15 out 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_1953foto: divulgação Polícia Civil

O irmão do vereador anajeense Altemar Silveira Nogueira, vulgo ‘Toinzinho’, também foi preso por exercício ilegal da profissão de cirurgião dentista, nesta quinta-feira (15). Abmário Carlos do Prado Nogueira foi preso em flagrante na Av. Frei Benjamin, em Vitória da Conquista.

Segundo o Serviço de Inteligência da 10ª Coorpin, no local foram apreendidos diversos materiais odontológicos.

image1Altemar Silveira Nogueira e Manoel Alves da Silva. Foto: divulgação Polícia Civil

As prisões ocorreram após denúncias dos representantes do Conselho Regional de Odontologia da Bahia, que estiveram na cidade de Anagé. Junto com o vereador ‘Toinzinho’, foi preso Manoel Alves da Silva, de 57 anos. Os dois atendiam em um consultório ao lado do Sindicato dos Pequenos Agricultores Rurais de Anagé. O vereador é o presidente deste sindicato.

Foram apreendidos diversos instrumentos e medicamentos utilizados na odontologia (fotos). Os envolvidos foram liberados após o procedimento policial, por se tratar de crime de menor potencial ofensivo, com pena prevista no máximo a dois anos de detenção, e responderão criminalmente em liberdade.

IMG_1015image3 image4 image6

Vereador de Anagé é preso por exercer ilegalmente profissão de dentista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 15 out 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

IMG_1503Altemar Nogueira, conhecido como Toinzinho Sim. Foto: Blog do Napoleão 

A Polícia Civil da cidade de Anagé prendeu o vereador Altemar Nogueira (PPS), conhecido como Toinzinho Sim, por exercício ilegal de profissão. O vereador atuava na cidade há vários anos como dentista, inclusive com clínica. A prisão ocorreu na manhã desta quinta-feira (15).

Segundo o delegado Ricardo Ungaro, que cuida do caso, a denúncia partiu do Conselho Regional de Odontologia. “Eles [o CRO-BA] receberam a denúncia e vieram fiscalizar, confirmando a ilegalidade. Então nós procedemos com a prisão”, disse Dr. Ricadro. Ainda segundo o delegado, o vereador encontra-se detido e até o fim da manhã não tinha sido ouvido.

Polícia Federal

Altemar Nogueira também está sendo investigado pela Polícia Federal por envolvimento em fraudes de aposentadorias rurais. O vereador é presidente do Sindicato de Pequenos Produtores Rurais de Anagé, que, segundo a Polícia Federal, fraudou documentos, como Declaração de Atividade Rural, para aposentadorias falsas. O dinheiro da fraude era dividido entre os envolvidos.

Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão , a Polícia levou CPU e pastas com documentos do Sindicato comandado por Toinzinho. Se comprovado a denúncia, os envolvidos poderão responder por diversos crimes, dentre eles, falsidade ideológica, estelionato, falsificação de documentos públicos e privados, além de associação criminosa.

Ministro do STF autoriza que Lula seja ouvido na Lava Jato

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Polícia | Data: 02 out 2015

Tags:, , ,

Veja (online)

Pixuleco, boneco inflável do ex-presidente Lula
Pixuleco, boneco inflável do ex-presidente Lula(Ueslei Marcelino/Reuters)

O ministro Teori Zavascki, relator dos processos do petrolão no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja ouvido, como testemunha, nas investigações da Operação Lava Jato. Com isso, o maior escândalo de corrupção da história da República chega definitivamente ao ex-chefe máximo do país. No despacho, Zavascki também permitiu que sejam tomados os depoimentos de ex-ministros do governo petista, como Ideli Salvatti, Gilberto Carvalho, os ex-presidentes da Petrobras José Sergio Gabrielli e José Eduardo Dutra, o ex-tesoureiro da campanha de Dilma em 2010, José de Filippi Junior, e o ex-chefe da Casa Civil, José Dirceu, ele próprio um dos presos pela Operação Lava Jato.

No início de setembro, o delegado Josélio Azevedo Sousa solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o ex-presidente fosse ouvido nas investigações do propinoduto armado para assaltar a Petrobras. Conforme o documento, o ex-presidente pode ter sido “beneficiado pelo esquema em curso na Petrobras, obtendo vantagens para si, para seu partido, o PT, ou mesmo para seu governo”. O pedido da Polícia Federal é em parte amparado nos depoimentos do doleiro Alberto Youssef, do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do ex-gerente de Engenharia da estatal Pedro Barusco. …Leia na íntegra

Polícia Federal e Anatel fecham 4 rádios clandestinas em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 11 set 2015

Tags:, , ,

banner_shop_05

por Mateus Novais

IMG_3473foto: imagem ilustrativa

Quatro rádios que funcionavam de forma clandestina, em Vitória da Conquista, foram desativadas pela delegacia de Polícia Federal do município. A ação ocorreu nessa quinta-feira (10) em uma ação conjunta com a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

Todos os equipamentos foram devidamente apreendidos e encaminhados para Salvador, onde serão periciados pela equipe técnica da ANATEL. Os responsáveis estarão sujeitos às penas do art. 183 da Lei 9.472/97, com sanções que chegam a quatro anos de detenção. O nome dos envolvidos e as frequências em que as rádios piratas funcionavam não foram divulgados.