Policiais Civis realizam doação de cestas básicas, frutas e verduras em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Polícia | Data: 10 abr 2020

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_e2_piscina-3.gif

Em tempos de coronavírus, diversas entidades, empresas e pessoas tem se juntado para ajudar os mais necessitados. Nesta semana os Policiais Civis de Vitória da Conquista, também realizaram a sua corrente do bem.

Foram doados cerca de 100 cestas básicas e 1 tonelada de frutas e verduras. Os produtos foram arrecadados pelos policiais, as frutas e verduras foram doadas pelos comerciantes do Ceasa de Vitória da Conquista.

Todos os alimentos foram doados a famílias carentes do município.

Em protesto à reforma administrativa, policiais civis paralisam atividades nesta terça (11)

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Polícia | Data: 11 dez 2018

Tags:,

As atividades dos  policiais civis que trabalham nas Coordenadorias Regionais do interior baiano e nas delegacias especializadas serão paralisadas nesta terça-feira(11), no período vespertino. A categoria decidiu por paralisar, para acompanhar a votação da reforma administrativa.

Os servidores da Segurança Pública baiana irão protestar contra a reforma administrativa encaminhada pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa (AL-BA), a partir das 13hs, em frente à AL-BA, localizada no CAB (Centro Administrativo da Bahia). Faixas, cartazes e apitos, serão utilizados durante a caminhada.

O aumento da alíquota previdenciária de 12% para 14%, a extinção dos 590 cargos das Coordenações de plantão da Polícia Civil e a diminuição do custeio que o Estado tem com o Planserv de 4% para 2%, estão previstas para serem votadas na tarde terça-feira(11).

Policiais Civis realizam nova paralisação

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 10 mar 2016

Tags:,

Banner Expoconquista

Da Redação

DSC_0600

A partir desta quinta-feira (10), policiais civis da Bahia fazem uma paralisação de 48 horas. As atividades da categoria só voltarão ao normal a partir de 0 horas do dia 12 de março. A paralisação atinge diversas cidades do Estado, inclusive Vitória da Conquista.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia, (Sindpoc), a mobilização levanta a bandeira de cinco itens reivindicados pela categoria: reestruturação salarial com patamar de nível superior da Polícia Civil aliada ao enquadramento da investigação criminal para coibir o desvio de atividades; nomeação de concursados de 2013/2014 e remanascentes de 1997 (pessoas que entraram na Justiça à época para exigir nomeação); decreto de promoções; reconhecimento do laudo de papiloscopia do perito técnico no curso do inquérito policial; instalação de um grupo de estudo para discussão de um projeto de lei que regulamente a a atividade de investigação criminal.

A paralisação, abrange em torno de cinco mil servidores no estado, de um total de 7.500 servidores, afeta o andamento das investigações criminais e o registro de ocorrências. Mas, de acordo com o Sindicato da categoria, ficam garantidos os trabalhos de levantamento cadavérico, auto de prisão em flagrante e atendimento a idosos e crianças.

Essa é a segunda paralisação dos policiais civis somente neste ano. Em janeiro, a categoria cruzou os braços durante 72 horas.

 

Policiais civis paralisam as atividades por três dias

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Polícia | Data: 20 jan 2016

Tags:,

Da Redação

Polícia-Civil
Desta quarta (20) até a próxima sexta-feira (22), os policiais civis paralisam suas atividades, retornando ao trabalho somente no sábado (23). A paralisação de 72 horas é para chamar a atenção do governo e da sociedade para uma série de demandas da categorias.

A paralisação “é para dizer ao governo que esse modelo de polícia não funciona nunca. São problemas diversos, vai da estrutura física até o modelo de investigação equivocado da polícia”, ressaltou o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindipoc), Marcos Maurício, em entrevista ao G1/Bahia

Entre as reivindicações dos trabalhadores está a reestruturação salarial com igualdade entre os cargos, baseada na atividade de investigação criminal. Durante a paralisação estará mantido nas delegacias 30% do efetivo, em atendimento para idosos e crianças, prisão em flagrante e levantamento cadavérico.

A categoria pretende votar em assembléia uma nova paralisação de 72 horas nos dias 1º, 2 e 3 de fevereiro.

 

Policiais civis ameaçam paralisar atividades

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Bahia | Data: 16 set 2014

Tags:,

A Tarde

340x255_policiais-civis-paralisacao-bahia-destaque-do-dia_1439986A queda de braço entre sindicato de policiais civis (Sindipoc) e Secretaria da Segurança segue com a ameaça de nova paralisação de 48 horas, nos próximos dias 30 e 1º, caso o governo não assegure promoções à categoria.

A decisão foi tomada em assembleia na manhã desta segunda-feira, 15, segundo o secretário-geral do sindicato, Bernardino Gayoso.

Em nota, a Polícia Civil reitera que os acordos firmados com a categoria “estão sendo cumpridos”, conforme documento assinado pelos dirigentes sindicais em 31 de agosto de 2012.

O acordo, ainda segundo a nota, “prevê que sejam promovidos 988 investigadores, 243 escrivães e dois peritos, cuja lista de acesso, com a pontuação de cada um, já foi publicada, no dia 3 de setembro, no Diário Oficial (DO)”.

Policiais civis paralisam atividades a partir desta segunda

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Bahia | Data: 17 ago 2014

Tags:,

A Tarde

340x255_policiais-civis-paralisacao-bahia-destaque-do-dia_1439986Os policiais civis da Bahia paralisam as atividades a partir das 8h desta segunda-feira, 18, por um período de 72 horas.

Com previsão de término apenas na manhã de quinta, 21, o movimento é motivado principalmente pelo aumento de homicídios contra policiais em todo o Estado, além da falta de estrutura, a diferença salarial entre as carreiras e o atraso na publicação de um decreto que regulamenta as promoções de classe, que deveria ter acontecido em abril.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (SindPoc), pelo menos 17 policiais – sendo três civis – foram mortos de janeiro a julho deste ano.

A categoria também reivindica uma alternativa aos altos índices de assédio moral e sobrecarga de trabalho em função da falta de efetivo.