Rui Costa anuncia retomada do atendimento das policlínicas; municípios do Sudoeste resistem a ideia do governador

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 13 Maio 2020

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

da Redação com informações da Secom/Bahia

Abertas inscrições para Processo Seletivo para vagas temporárias na Policlínica de Vitória da Conquista
Policlínica de Conquista. Foto: Secom-BA

A Policlínica de Vitória da Conquista está temporariamente com as atividades suspensas. Vitória da Conquista, Anagé, Barra Da Choça, Belo Campo, Bom Jesus Da Serra, Caatiba, Caetanos, Cândido Sales, Caraíbas, Condeúba, Cordeiros, Encruzilhada, Ibicuí, Iguaí Itambé, Itapetinga, Itarantim, Macarani, Maetinga, Maiquinique, Mirante, Nova Canaã, Piripá, Planalto, Poções, Presidente Jânio Quadros, Ribeira do Largo e Tremedal são os municípios que fizeram adesão ao Consórcio.

Resistência

O Consórcio que agrega vários municípios do Sudoeste da Bahia, comandado pelo prefeito José Henrique Silva Tigre (Quinho), de Belo Campo, esteve reunido recentemente para tomar posição em relação ao retorno das atividades da Policlínica. Segundo informações que merecem confirmação, os prefeitos, não estão convencidos ainda da retomada do atendimento.

Pacientes têm evitado tratamento em hospitais com medo da contaminação pelo coronavírus o que pode acontecer também nas policlínicas em todo Estado da Bahia.

Em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia, o governador Rui Costa (PT) defende a reabertura da Policlínica de Vitória da Conquista, e destaca as medidas de segurança. Confira a íntegra da nota:

Governador anuncia retomada do atendimento das policlínicas com medidas de segurança

Na noite desta terça-feira (12), o governador Rui Costa anunciou, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, que a reabertura das Policlínicas Regionais de Saúde na Bahia já foi iniciada e ocorre em alinhamento com os gestores municipais. Rui ainda informou que a Policlínica de Barreiras voltou a atender à população nesta terça-feira (12). 

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na próxima segunda-feira (18), as unidades de Irecê, Valença, Senhor do Bonfim e Teixeira de Freitas serão reabertas. Esses equipamentos de saúde tiveram o atendimento suspenso como forma de conter o avanço do novo coronavírus na Bahia.

 “As policlínicas dependem do Estado e das Prefeituras. Por isso, conversei com todos os presidentes de consórcios que administram essas unidades, sinalizando meu posicionamento para o que o atendimento fosse retomado nesta semana. Algumas unidades terão a sua reabertura postergada diante do cenário do avanço do novo coronavírus. Estamos retomando as atividades para garantir à população o tratamento para outras doenças e que não podem esperar”, explicou o governador. 

De acordo com a Sesab, para a reabertura das policlínicas, foi estabelecido que as cidades que não tivessem registro de novos casos do coronavírus durante 14 dias poderiam retomar as atividades. As unidades de Jacobina, Juazeiro, Alagoinhas, Itabuna, Jequié, Paulo Afonso e Vitória da Conquista ainda não possuem previsão de reabertura, pois ainda apresentam casos confirmados recentemente. A Bahia possui 16 policlínicas regionais, que atendem cerca de dois milhões de pessoas. 

A Sesab também estipulou a testagem das equipes como critério para a reabertura dos serviços e atendimentos das policlínicas. As equipes médicas e de apoio administrativo, incluindo agentes de segurança e motoristas, que atuam nas policlínicas estão sendo submetidos a exames para detecção da Covid-19 e, a cada 15 dias, os exames serão repetidos. Os funcionários que tiverem o diagnóstico confirmado serão afastados por 14 dias. 

Além dessas ações, para diminuir o risco de contaminação, as unidades deverão reduzir o fluxo de pessoas, manter os assentos das recepções organizados de modo que os pacientes se acomodem intercalados, cumprindo o distanciamento mínimo de 1,5 metro, minimizando o possível contato entre os pacientes. Também será reduzido o acesso de pessoas aos refeitórios simultaneamente para evitar aglomerações, dispondo as cadeiras para uso intercalado, com manutenção do distanciamento recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


Transporte

Os pacientes transportados nos micro-ônibus das policlínicas passarão por uma triagem no seu município de origem antes de entrar no veículo. As pessoas que apresentarem mais de um sintoma compatível com a doença, como temperatura acima de 37.8, não poderão embarcar e serão encaminhadas a uma unidade de referência. A lotação máxima do micro-ônibus será reduzida para 50%. As janelas devem ficar abertas para circulação do ar e o uso do ar-condicionado evitado. Os usuários do veículo devem ficar distantes uns dos outros, de forma que em cada assento duplo permaneça apenas uma pessoa.

Repórter: Tácio Santos

Vitória da Conquista e Itapetinga podem romper com a Policlínica

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 01 out 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_oeste_park.gif

Da Redação

Rodrigo Hagge e Herzem Gusmão. Foto: Secom

Entrevistado na tarde desta quarta-feira (1/10), o prefeito Herzem Gusmão (MDB), sobre o posicionamento da Policlínica, que ameaçou fechar a agenda para atendimento à população de Vitória da Conquista, disparou: “Conquista merece respeito. Visando me atingir politicamente, atingiram a cidade”, disse.

A Prefeitura de Vitória da Conquista e a de Itapetinga, vão avaliar o posicionamento da Policlínica para tomarem uma decisão. “Falei com o prefeito Rodrigo Hagge que me informou que a Policlínica não vem correspondendo com atendimentos para Itapetinga”, revelou o prefeito Herzem Gusmão.

“Não vou pedir para a Policlínica abrir agenda. A direção tem que mudar o tom e respeitar Conquista”, garante o prefeito Herzem. ” A falta de pagamento foi devido a não previsão orçamentária. Uma questão técnica e burocrática. A conta não estava inscrita no Orçamento para ser pago”. disse.

Atendimento

Como em Itapetinga, a Secretaria de Saúde de Conquista, reclama que a Policlínica não vem disponibilizando ressonância magnética, tomografia computadorizada, tomografia com contraste e endoscopia digestiva alta.

“Conquista está aberta ao diálogo desde que a Policlínica mude o tratamento”, atestou o prefeito Herzem.

Prefeitura não tem atraso com a Policlínica, diz nota

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 23 set 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

da Redação

Policlínica de Conquista. Foto: Divulgação

A Policlínica de Vitória da Conquista que foi inaugurada recentemente pelo governador Rui Costa (PT), já apresenta problemas no atendimento.

Em nota, a Prefeitura através da SMS – Secretaria Municipal de Saúde, informa que serviços de ressonância magnética, mamografia, tomografia com contraste, endoscopia digestiva alta, além de uma lista de consultas, não estão sendo ofertados ou estão sendo constantemente suspensos.

Confira a íntegra da nota da SMS:

“A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informa que recebeu com estranhamento a informação de um suposto não pagamento de parcela para a Policlínica Regional de Saúde. Tal suposição não é fundamentada na verdade e tem a única finalidade de expor a Administração Municipal, que tem tratado o erário com total transparência – tendo seu trabalho reconhecido, inclusive, pela Controladoria Geral da União – a uma situação de descrédito perante a opinião pública. A SMS informa, ainda, que é de amplo conhecimento que as parcelas mensais são repassadas ao Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Vitória da Conquista e Itapetinga, mediante débito em conta, por meio de retenção do ICMS municipal na fonte. Portanto, o pagamento referente à manutenção do Consórcio, bem como para manutenção da Policlínica, independe de trâmites financeiros por parte da Prefeitura Municipal, bastando, apenas, a assinatura de adesão ao Consórcio, a qual foi realizada no dia 17 de abril de 2019. As demais tratativas burocráticas vêm sendo realizadas com total lisura e agilidade pelo corpo técnico da Secretaria Municipal de Saúde junto às diretorias Executiva e Financeira do Consórcio que administram a Policlínica Regional de Saúde em parceria com o Governo do Estado. A SMS esclarece, também, que tem encontrado diversas dificuldades para ter acesso aos serviços pactuados junto à Policlínica Regional de Saúde, inviabilizando a total execução dos procedimentos previstos em contrato. Serviços como Ressonância Magnética, Mamografia, Tomografia com Contraste, Endoscopia Digestiva Alta, além de uma lista de consultas, não estão sendo ofertados ou estão sendo constantemente suspensos sem a devida comunicação ao Município. Tais questões causam problemas à população de Vitória da Conquista, que fica impossibilitada de ter acesso aos procedimentos de Saúde já contratados pelo SUS Municipal. Por fim, para a SMS, problemas desta ordem, aliados ao vazamento de informações falsas, prejudicam o relacionamento entre os entes envolvidos no funcionamento da Policlínica Regional de Saúde e atrapalham as discussões para a evolução do equipamento”.