Professores da UESB paralisam atividades e realizam ato público no dia 18 de abril

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação, Vit. da Conquista | Data: 18 abr 2017

Tags:, , ,

da Redação
Por Halanna Andrade (Ascom / Adusb)

O governo Rui Costa destinou à UESB em 2017 R$ 15 milhões a menos que o necessário para o seu funcionamento básico. A atitude compromete as atividades de ensino, pesquisa e extensão. Mais de 200 professores estão com direitos trabalhistas descumpridos e a reposição inflacionária não é paga há dois anos. Para pressionar o Estado a avançar nas negociações, o Fórum das Associações Docentes das Universidades Estaduais da Bahia (Fórum das ADs) realizará ato público no dia 18 de abril em Salvador. Professoras e professores da UESB paralisarão atividades na data.

Conheça a pauta de reivindicações 2017. 

Contingenciamento

Além do orçamento insuficiente, o governo não repassa todo recurso às Instituições. Em 2016, R$ 3,1 milhões não foram pagos e se somaram à dívida referente a despesas de anos anteriores (DEA). Metade do valor das cotas de janeiro, fevereiro e abril também foi contingenciada. A falta de orçamento prejudica a compra de materiais para laboratórios e livros, pagamento de fornecedores, terceirizados e outras despesas.

Direitos trabalhistas

Segundo dados da Gerência de Recursos Humanos da UESB de abril de 2017, são mais de 200 professoras e professores com processos de promoções, progressões e mudanças de regime de trabalho parados. A justificativa do Estado para o desrespeito ao Estatuto do Magistério Superior é o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. No entanto, a motivação não convence, pois o Portal da Transparência indica que nem o limite prudencial, muito menos o máximo foi alcançado. As progressões inclusive não necessitam comprovação de dotação orçamentária para ocorrerem. Os salários estão congelados há dois anos devido ao não pagamento das perdas inflacionárias e as perdas salariais já ultrapassam 18%.

As reivindicações

O Fórum das ADs protocolou a pauta de reivindicações no dia 19 de dezembro. Apesar da cobrança do movimento docente, o governo não demonstrou disposição política para atender as demandas na reunião realizada em 14 de março. Dentre os pontos estão a destinação de 7% da receita líquida de impostos para o orçamento das Universidades Estaduais da Bahia, reposição integral da inflação, cumprimento dos direitos trabalhistas, ampliação do quadro docente e reajuste salarial.

Professores da UESB paralisam atividades e realizam ato público no dia 18 de abril

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 15 abr 2017

Tags:, ,

Da Redação

O Fórum das Associações Docentes das Universidades Estaduais da Bahia (Fórum das ADs) realizará ato público no dia 18 de abril em Salvador e os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia paralisarão atividades na data. De acordo com a categoria, a mobilização é para pressionar o governo a avançar nas negociações referentes ao contingenciamento do orçamento das Universidade.

Além disso, conforme a categoria,  mais de 200 professores estão com direitos trabalhistas descumpridos e a reposição inflacionária não é paga há dois anos. O Fórum das ADs protocolou a pauta de reivindicações no dia 19 de dezembro. Apesar da cobrança do movimento docente, o governo não demonstrou disposição política para atender as demandas na reunião realizada em 14 de março, de acordo com informações do sindicato dos docentes da Uesb.

Dentre os pontos da pauta, estão a destinação de 7% da receita líquida de impostos para o orçamento das Universidades Estaduais da Bahia, reposição integral da inflação, cumprimento dos direitos trabalhistas, ampliação do quadro docente e reajuste salarial.

Secretaria da Educação abre novo processo seletivo para professores

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 23 fev 2017

Tags:, ,

Da Redação


Nesta quinta-feira (23), a Secretaria da Educação do Estado da Bahia lançou mais dois editais para Processo Seletivo Simplificado visando a contratação de professores por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Ao todo, serão disponibilizadas 2.483 para professores da Educação Básica, Educação Básica no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC).

As inscrições serão realizadas de 1º a 13 de março, exclusivamente via Internet. Já a seleção acontecerá em uma única etapa, com a prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, aplicada para as funções de professor da Educação Básica, Básica no Campo e Professor Indígena para a Educação Indígena.

Também acontecem, até o dia 03 de março, as inscrições para 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e  211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica, conforme editais publicados no dia 11 de fevereiro. A seleção engloba, ainda, 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a Técnicos de Atendimento Educacional Especializado, Tradutor/Intérprete de Libras, Cuidador Educacional, Braillista e Instrutor de Libras.

Prefeitura de Barra do Choça abre processo seletivo para contratação de professores

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste | Data: 27 jan 2017

Tags:, ,

Da Redação

Edital nº 001/2017, foi lançado nessa quinta-feira (26) pela Prefeitura Municipal de Barra do Choça. O processo seletivo simplificado irá contratar professores por Tempo Determinado por meio de prova de títulos.

A seleção contará com a realização de cinco fases: inscrição, avaliação, classificação, convocação e a contratação temporária, de acordou com o prazo estabelecido no edital. O processo terá validade de dois anos, para o caso de convocação de candidatos para vagas remanescentes.

Os interessados em participar da seleção deverão se dirigir a sede da Secretaria Municipal de Educação de Barra do Choça, entre os dias 27 de janeiro e 02 de fevereiro, das 8 às 12 horas e, pela tarde, das 14 às 17 horas. O candidato deve pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 10, fazendo um depósito identificado na conta BRADESCO: 237

FAVORECIDO: Município de Barra do Choça – Processo seletivo – Agência: 3603 CONTA CORRENTE: 8.900-1

 

Secretaria Municipal de Educação realiza Jornada Pedagógica

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 19 jan 2017

Tags:, ,

Da Redação


No dia 1º de fevereiro, terá início  a Jornada Pedagógica 2017  para os professores da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista, contratados e efetivos. Realizada pela Secretaria Municipal de Educação, por meio da coordenação pedagógica, a Jornada tem o objetivo de promover condições para a reflexão sobre os processos de ensino e aprendizagem, além de dar um direcionamento mais específico para a garantia de um ensino e aprendizagem críticos, reais e significativos.

Na abertura do evento, serão oferecidas três palestras com importantes nomes da área educacional. A primeira delas, “Ensinar e aprender: do conhecimento coletivo ao êxito individual”, será ministrada por Guilherme Bellintani, ex-secretário de Educação de Salvador, Doutor em Desenvolvimento, turismo e Cultura e Mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia – Ufba.

A segunda palestra, “A importância do Conselho Municipal de Educação”, terá como palestrante o Presidente do Conselho Municipal de Educação de Vitória da Conquista, Edgard Larry Andrade Soares. A última palestra será ministrada pela pedagoga e diretora pedagógica da Secretaria de Educação de Salvador Joelice Braga, que trará uma abordagem pedagógica com a temática “Ensinar e Aprender”.

As palestras serão realizadas no Centro de Convenções Divaldo Franco, a partir das 8 horas. Já nos dias 2 e 3 de fevereiro, a Jornada terá continuidade  nas escolas. Nesses dois dias, serão promovidas discussões acerca dos projetos didáticos a serem implementados em cada escola, entre outras temáticas.

Piso dos professores tem reajuste de 7,64% e vai para R$ 2.298

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Educação | Data: 12 jan 2017

Tags:, ,

Da Redação

O piso salarial dos professores em 2017 terá um reajuste de 7,64%. Com isso, o menor salário a ser pago a professores da educação básica da rede pública deve passar dos atuais R$ 2.135,64 para 2.298,80. O anúncio foi feito hoje (12) pelo Ministério da Educação (MEC).

O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo as regras da Lei 11.738/2008, a chamada Lei do Piso, que define o mínimo a ser pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais.

O ajuste deste ano é menor que o do ano passado, que foi de 11,36%. O valor representa um aumento real, acima da inflação de 2016, que fechou em 6,29%. O novo valor começa a valer a partir deste mês.

“Significa um reajuste acima da inflação, cumprindo a legislação”, disse o ministro da Educação, Mendonça Filho. “É algo importante porque significa, na prática, a valorização do papel do professor, que é central na garantia de uma boa qualidade da educação. Não se pode ter uma educação de qualidade se não tivermos professores bem remunerados e motivados”, acrescenta.

A lei vincula o aumento à variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Pela lei, os demais níveis da carreira não recebem necessariamente o mesmo aumento, o que é negociado em cada unidade federativa.

*Com informações da Agência Brasil

Professores de Tanhaçu ocupam Prefeitura por salários atrasados

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Educação | Data: 17 dez 2016

Tags:,

Da Redação

Foto: Blog do Anderson

Os professores municipais de Tanhaçu, cidade localizada no Sudoeste da Bahia, estão sem receber desde o mês passado. E é por esse motivo que ontem (16) eles resolveram ocupar a Prefeitura do município, cobrando das autoridades uma justificativa e solução para o problema.

Além disso, os docentes também temem que ocorram atrasos no recebimento dos salários relativos ao mês de dezembro, 13º terceiro e o terço de férias, dos quais dependem para quitar seus compromissos.

De acordo com os professores, o pagamento era efetuado no prazo máximo de cinco dias úteis, mas nos últimos meses isso não vinha acontecendo. A Prefeitura de Tanhaçu e a Secretaria de Educação não se posicionaram sobre o pagamento referente aos trabalhos prestados pelos professores no mês de novembro.

Professores da Uesb encerram greve

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 15 dez 2016

Tags:, , ,

Da Redação

Em assembleia, realizada na manhã desta quinta-feira (15), os professores da Uesb decidiram por encerrar a greve docente que começou no dia 28 de novembro, que reivindicava contra PEC 55, a reforma do ensino médio e congelamento de salários. A decisão do fim da greve foi dada pelo Comando de Greve Local e também nacional.

A categoria docente avaliou que a greve cumpriu importante papel nesse atual movimento político nacional. Mesmo com a aprovação da PEC que limita o teto de gatos do governo, os professores defendem que a luta deverá ser mantida e ampliada.

A assembleia deflagrou estado de mobilização permanente e irá reunir esforços para rearticular o Fórum Sindical e Popular no sudoeste da Bahia. A Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Adusb) ainda comunicou a comunidade acadêmica que, com o fim da greve, os professores estão à disposição para o retorno de suas atividades letivas e aguardam a convocação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE) da Universidade para discussão do calendário letivo.

 

Errata: professores da UESB decidem manter greve

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 06 dez 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

dsc_0319

Ao contrário do informamos, o  corpo docente da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) decidiu manter a greve iniciada no dia 28 de novembro. A decisão foi tomada durante assembleia realizada na tarde desta terça-feira (6).

Como informado pelo BRG, o resultado da votação foi de 132 x 130. No entanto, a maioria dos votos foi favorável ao movimento grevista.

A suspensão das atividades foi decidida em assembleia no dia 22 de novembro. O movimento é contra a PEC 55, Reforma do Ensino Médio (MP 746) e o congelamento de salários.

“A categoria compreende que é necessário resistir aos ataques do governo federal, pois além da redução da qualidade dos serviços públicos, a PEC já tem repercutido nas pautas estaduais. O governo Rui Costa tem se recusado a avançar no processo de negociação com o Fórum das ADs, alegando iminente votação das medidas do ajuste fiscal do ilegítimo governo Temer”, afirmou a Adusb por meio de matéria veiculada em seu site institucional.

Os docentes voltarão a se reunir em ma nova assembleia, que acontecerá na próxima semana.

Professores da UESB deflagram greve por tempo indeterminado

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 22 nov 2016

Tags:, ,

Da Redação

dsc_0319
Os docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) deflagraram greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada durante assembleia realizada na tarde desta terça-feira (22). A suspensão de atividades começará no dia 28 de novembro, próxima segunda-feira.

De acordo com a Adusb, o Comando de greve também foi aprovado em assembleia e será instalado no dia 24 de novembro, às 9 horas, no campus de Vitória da Conquista. Na oportunidade, serão discutidas as comissões e as atividades docentes que serão mantidas durante o movimento paredista.

O movimento faz parte da articulação nacional do Andes-SN, do qual a ADUSB é sessão sindical. As associações docentes que compõem os setores das instituições de ensino superior das federais, estaduais e municipais indicaram a deflagração da greve em todo país.

A categoria é contra a PEC 55 (antiga 241), congelamento de salários e a MP 746 (reforma do ensino médio).

Brumado: professores municipais estão greve

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste | Data: 01 set 2016

Tags:, ,

Da Redação

BrumadoHá dois dias, s professores da rede municipal de Brumado, declararam greve. Os docentes decidiram paralisar as atividades após assembleia realizada na última terça-feira (30).

Segundo o sindicato da categoria, a decisão de entrar em greve é fruto de um impasse com a prefeitura. Os professores reivindicam reajuste salarial e a aprovação do plano de carreira, que, segundo eles, deveria ter sido reestruturado em 2014. No entanto, o pedido não foi atendido pelo poder executivo da cidade.

Ainda de acordo com o sindicato dos professores, a negociação com a prefeitura já dura mais de três meses. Uma proposta de reajuste de 7% nos salários chegou a ser feita pela gestão municipal e aprovada pela Câmara de Vereadores, após ser aceita pelos professores.  Porém, dias depois a pefeitura voltou atrás e vetou o aumento, sob a alegação de que o reajuste ultrapassaria o teto da folha de pagamento estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Os docentes prometem fazer uma manifestação nesta sexta (02), às 10 horas,  na Câmara de Vereadores para tentar derrubar esse veto.

Servidores, professores e alunos de universidades baianas protestam em Salvador

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 20 jul 2016

Tags:, , , , ,

Da Redação
foto: G1/Bahia

manifestação
Na manhã desta quarta-feira (20), professores, estudantes e servidores técnicos das universidades estaduais da Bahia fazem um protesto em Salvador. De acordo com os organizadores, o ato público é um protesto “pela sobrevivência das Universidades Estaduais Baianas (Ueba), pelo pagamento do reajuste linear aos quase 270 mil servidores estaduais e contra a política de retirada de direitos do funcionalismo público”.

Participam da mobilização representantes da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), de Feira de Santana (Uefs), do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Santa Cruz (Uesc). Por conta da manifestação, também nesta quarta-feira, as universidades estaduais tiveram suas atividades suspensas, e, por isso, estão com os portões fechados em todo o estado.

Os docentes das universidades também aprovaram  indicativo de greve geral. Uma plenária da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab) acontecerá no dia 21 de julho, quando as entidades vão informar a posição de suas categorias e avaliar as condições para a greve geral.

O Governo do Estado ainda não se posicionou sobre as reivindicações dos manifestantes.

FTC Conquista abre seleção para professor de Educação Física

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação, Vit. da Conquista | Data: 13 jul 2016

Tags:, , ,

da Redação (Ascom FTC)

FTC BBA FTC Conquista torna público nesta terça-feira (12) a abertura do Edital 01/2016 para seleção de cadastro de reserva de professor do curso de Educação Física.

Podem se inscrever profissionais da área de Educação Física e com pós-graduação Lato sensu ou Strictu senso.
Os interessados devem se inscrever no setor de Recursos Humanos da FTC Conquista até o dia 22 de julho, das 9h às 11h30 e das 15h às 17h30.

Maiores informações poderão ser adquiridas pelo telefone (77) 3422-8816 / 3422-8829.

Leia o edital (em anexo) …Leia na íntegra

Servidores e professores da Uesb se unem e realizam paralisação geral

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 23 maio 2016

Tags:, , ,

Da Redação

afus

Foto: Divulgação

Como informado pelo BLOG DA RESENHA GERAL, os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) realizam nesta terça-feira (24) uma paralisação que visa forçar o governo a iniciar negociações com a categoria. Na última sexta (20), os servidores da Instituição anunciaram que também vão paralisar as atividades em uma ação conjunta com os docentes.

As duas categorias realização de um grande ato público com concentração em frente ao Cemae, localizada na Avenia Olivia Flores, a partir das 6 horas. De acordo com o Sidicato dos Servidores, a manifestação é em defesa da Uesb e contra o PLP 257, que pretende congelar salários, suspender promoções e progressões e acabar com os concursos públicos.

Ainda de acordo com a Afus, o movimento tem apoio do corpo discente da Universidade. A paralisação também deve ocorrer nas outras três universidades estaduais da Bahia.

 

 

Professores e estudantes das universidades estaduais realizam manifestação nesta quinta (7)

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 06 abr 2016

Tags:, , , , ,

Da Redação

UESB1Nesta quinta-feira (7), professores, estudantes e técnicos das Universidades Estaduais da Bahia (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc) vão realizar manifestação. A paralisação de um dia de todas as atividades acadêmicas tem o objetivo de reivindicar respeito aos direitos trabalhistas, condições de trabalho e estudo adequados, bem como melhorias na política de permanência estudantil.

Na Universidade Estadua do Sudoeste da Bahia (Uesb) a paralisação, com portões fechados, acontecerá nos três campi da Instituição. Em Salvador, representantes das categorias das diversas instituições estaduais farão um ato público, a partir das 9 horas, com concentração em frente à Assembleia Legislativa, com  caminhada até a Governadoria.

Às 14 horas, outro protesto será realizado pela comunidade acadêmica das Ueba em frente à Secretaria Estadual da Educação (SEC), também localizada no Centro Administrativo da Bahia.Vários ônibus farão o transporte da comunidade acadêmica das Ueba do interior à capital.

Simmp e Prefeitura fecham acordo sobre o reajuste salarial dos professores

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 mar 2016

Tags:, , ,

Da Redação

SC2_6326-copy-768x512Foto: Divulgação Secom PMVC

Nessa quinta-feira (10), uma reunião entre o Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp) e a administração municipal foi marcada pela realização do acordo que trata do reajuste dos salários dos professores. Assim, chegou ao fim as negociações da campanha salarial iniciadas pelo Sindicato no fim de fevereiro.

Durante o encontro, ficou definido que os professores de nível I (magistério) terão aumento de 11,36%; os salários de professores de nível II (licenciatura) serão reajustados em 11,85%. Além disso, houve reajuste no interstício entre nível I e II, que aumentou para 13,25%, e no auxílio-alimentação, de 8,11%.

O Projeto de Lei com a proposta já foi assinado pelo prefeito Guilherme Menezes e enviado à Câmara de Vereadores para apreciação.

Agora, o Simmp segue em campanha pela reformulação do plano de carreira da categoria, instrumento que oferece ao trabalhador o suporte e condições necessárias de desenvolvimento profissional. Há muito tempo, os professores reivindicam a reestruturação da tabela salarial, de modo a valorizar a formação e o tempo de serviço dos profissionais.

Simmp e prefeitura realizam mais uma rodada de negociação da campanha salarial 2016

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 03 mar 2016

Tags:, , ,

Da Redação

SC2_5581-768x512Foto: Divulgação Secom PMVC

Representantes do Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp) voltaram a se reunir com a administração municipal para apresentar as contrapropostas referentes ao reajuste salarial da categoria para este ano de 2016. A segunda rodada de negociações da campanha salarial aconteceu na Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente, na tarde dessa quarta-feira (2).

Na primeira reunião, o governo apresentou duas: uma que mantém a mesma estrutura da tabela atual, com apenas dois níveis e cinco classes, oferecendo reajuste linear; e outra que traz uma modificação na formatação da tabela, com a inclusão dos níveis de mestre, especialista e doutor, excluindo, no entanto, os incentivos de pós-graduação, mestrado e vencimento complementar. Como para o Sindicato ambas as propostas não estão conforme a categoria reivindica, foi apresetada uma nova proposta ao governo.

Segundo a Assessoria de Comunicaçao da prefeitura, durante a reunião, os representantes da administração municipal ouviram as novas propostas do Sindicato e apresentaram suas contrapropostas, que afirmaram estar alinhadas à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Agora, o Sindicato promoverá uma assembleia para colocar em votação a nova proposta do governo. Na próxima terça-feira, 8, o Simmp enviará a decisão da categoria sobre as propostas para reajuste do salário dos professores.

MEC anuncia reajuste do piso salarial dos professores

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 14 jan 2016

Tags:, ,

Da Redação

Professores2O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou nesta quinta-feira (14) o reajuste do piso salarial dos professores de escolas públicas. Segundo Mercadante, a categoria receberá um aumento de 11,36%, assim, o piso passará de R$ 1.917,78 para R$ 2.135,64.

O anúncio do Ministério da Educação (MEC) contraria o pedido dos governadores e prefeitos, que queriam o adiamento da divulgação do piso, alegando viverem uma situação muito delicada por conta da crise. O Governo Federal diz que entende a complicada situação fiscal de muitos governos de Estados e prefeituras, mas que a lei estabelece o cálculo para a elevação e determina que o novo piso seja divulgado em janeiro.

Nesta semana, Estados e municípios apresentaram ao governo federal uma proposta para que o acréscimo do piso fosse adiado para agosto e que o índice fosse menor do que os 11,36% delimitados pela legislação. Diante das dificuldades fiscais, porém, o MEC pediu que os sindicatos de docentes estejam abertos ao diálogo e tentem chegar a um acordo, respeitando a limitação orçamentária de cada ente federativo.

Uesb amanhece com os portões fechados nesta segunda-feira (7)

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 07 dez 2015

Tags:, ,

Da Redação

12360023_1696628483916436_9046336061811598068_nFoto: Divulgação Adusb

Dando início às atividades de mobilização desta semana, os docentes da Universidade Estadual do Sudoeste de Bahia (Uesb) fecharam os portões dos três campi da Instituição. Logo cedo, os professores da Uesb de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista se reuniram nas portas da Universidade para participar do ato de fechamento dos portões.

A paralisação dos professores, que se iniciou na manhã desta segunda (7), segue até a próxima sexta-feira (11). De acordo com a categoria, a manifestação, aprovada em assembleia na última semana, é um protesto contra a retirada de direitos trabalhistas, crise orçamentária das Universidades Estaduais da Bahia (Ueba) e em defesa de uma permanência estudantil adequada.

Segundo a Associação dos Docentes da Uesb (Adusb), “a categoria entende a luta como única forma possível de enfrentar a política de desmonte do serviço público e das Ueba, promovida pelo governo Rui Costa (PT) com a conivência dos deputados governistas na Assembleia Legislativa (Alba)”.

Ainda nesta semana, os professores da Uesb participam de um ato público conjunto dos servidores públicos na Assembleia Legislativa, em Salvador. A manifestação, que acontecerá no dia 9 de dezembro, próxima quarta-feira, às 14 horas, tem como objetivo impedir a aprovação do Projeto de Lei e da Proposta de Emenda à Constituição encaminhadas pelo governo do estado à Alba, que alteram direitos dos servidores público, como férias e licença-prêmio, além de extinguir a estabilidade financeira para os funcionários.

Câmara discutirá atraso salarial dos professores em regime de PST

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 05 dez 2015

Tags:, , ,

Da Redação
foto: Arquivo BRG

IMG_2591Professores em regime de PST protestando no centro de Vitória da Conquista

Na próxima segunda-feira (7), às 14 horas, a Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista realizará Audiência Pública para tratar da situação dos professores em regime de Prestação de Serviço Temporário (PST). O objetivo do encontro é discutir o atraso dos salários desses profissionais que tem sido constante.

De acordo com informações divulgadas pela categoria, há casos de professores com quase 05 meses sem receber e não há informações sobre quando o pagamento ocorrerá. Por conta disso, muitos profissionais estão passando sérias dificuldades financeiras e, mesmo assim, precisam continuar dando aula.

No mês de novembro, os professores em regime de PST foram às ruas de Vitória da Conquista realizar uma manifestação com o intuito de chamar atenção da comunidade para o tratamento que vêm recebendo do Governo. Além dos atrasos de salários, eles denunciam que o Estado criou uma “abstração jurídica para pagar os professores, pagando por hora/aula, sem considerar o tempo extraclasse”, previsto em lei. Ainda segundo eles, há profissionais que chegaram a receber menos de R$ 200 em um dos meses.