Caso Maicon: MP espera julgamento de policiais para meados de 2015

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 22 dez 2014

Tags:, ,


por Mateus Novais

DSC_4835Dois anos após o desaparecimento do menino Maicon, o Ministério Público concluiu o processo que acusa seis policiais por homicídio e ocultação de cadáver. Maicon Batista, de apenas 10 anos, desapareceu quando brincava com amigos em um matagal aos fundos do condomínio Vila Bonita, no dia 4 de dezembro de 2012.

Inicialmente o caso foi tratado como desaparecimento, mas o Ministério Público afirma que se trata de homicídio, com a ocultação de cadáver. “A polícia [técnica] constatou a presença de sangue no local e que policiais teriam trocado tiros com bandidos. E esse sangue, constatou através de exame de DNA, que era da família da mãe de Maicon”, afirmou o promotor de justiça José Jucera à repórter Mônica Cajaíba.

O inquérito foi finalizado em cerca de um ano, prazo considerado pelo Ministério Público muito curto, quando se considerado a lentidão da Justiça baiana. “As investigações foram concluídas, os autos remetidos ao Ministério Público, que, depois de analisá-las, denunciou os réus. A instrução criminal [processo] já se encerrou. Estamos na fase de alegações finais. Após isso, o Juiz vai pronunciar os acusados e marcar o júri. Não havendo recursos, creio que no meio do próximo ano nós já possamos trazer a julgamento esse caso”, explicou o promotor.

Ao todo foram indiciados seis réus, três deles por homicídio e ocultação de cadáver e outros três por ocultação de cadáver. “Destes três últimos, dois foram beneficiados com suspensão condicional por conta da pena mínima e um continua no processo por responder outro processo por homicídio. Então atualmente permanecem quatro réus no processo”.