Chapada Diamantina sofre com incêndio: área equivalente a quase 3 mil campos de futebol já foi destruída

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 23 out 2018

Tags:, ,

da Redação

Foto: Divulgação/ICMBio

Um incêndio vem atingindo a mata nativa no  Parque Nacional da Chapada Diamantina. Uma  área de 2,990 hectares, o equivalente a quase 3 mil campos de futebol, já foi destruída. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que atua no combate às chamas, o fogo começou na parte sul da unidade de conservação, região conhecida como Chapadinha, e teve origem externa ao parque, no dia 13 de outubro. Ainda não há informações sobre as causas.

Na região, 42 brigadistas contratados chegaram a ser enviados para o parque, para atuar no combate às chamas, alguns deles colocados em pontos estratégicos, a fim de agir como observadores e comunicar o surgimento ou alastramento de focos. Além dos brigadistas do ICMBio, outros cerca de 20 profissionais do IBAMA PrevFogo, equipes do Grupo Ambiental do Torto (GAT) e do Parque Nacional de Brasilia, além de brigadistas voluntários, também atuaram no combate ao incêndio. Quando as chamas ainda se alastravam, a estrutura do combate ficou equipada com quatro aeronaves.

A chefe do Parque Nacional da Chapada Diamantina, Soraya Martins, explicou que o local continua operando normalmente e não está fechado para a visitação, já que o fogo se encontra em região remota da unidade, longe dos atrativos turísticos.

Após devastar área de 230 hectares, incêndio é controlado na Chapada

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 02 nov 2016

Tags:, ,

G1/Bahia

1234
O incêndio que começou no domingo (30) numa área de mata do distrito de Mato Grosso, que pertence à Rio de Contas, na Chapada Diamantina, foi controlado nesta terça-feira (1º) segundo informou a secretaria municipal de meio ambiente. Conforme o governo do estado, que enviou bombeiros ao local para conter as chamas, foi atinginda uma área estimada de 230 hectares, localizada principalmente na Serra dos Barbados e em torno do Pico das Almas.

O governo informou que continuará com a operação no local para evitar o surgimento de novos focos. Foram enviados ao local 15 bombeiros militares, dois helicópteros e duas aeronaves. Nesta terça, o secretário estadual do Meio Ambiente (Sema), Eugênio Spengler, esteve na região e sobrevoou os locais atingidos pelos focos.

Segundo o secretário, a expectativa é de chuva para a região nos próximos dias, mas mesmo com esse indicativo, o efetivo disponível para operação continuará em Rio de Contas.

“O incêndio na Serra do Barbado já foi completamente controlado, inclusive já foi feito o rescaldo, até esta quarta esperamos extinguir riscos na área. E continuamos atentos a focos isolados que podem acontecer em áreas de difícil acesso e com incidência intensa de ventos. Portanto continuaremos aqui com os brigadistas voluntários, quinze homens do Corpo de Bombeiros vindos de Jequié e Vitória da Conquista e as aeronaves que já estão no suporte às equipes de solo”, explicou, em nota enviada à imprensa.

De acordo Secretaria do Meio Ambiente do município, o fogo foi percebido no domingo por moradores no final da tarde de domingo (30), em um local próximo à Área de Preservação Ambiental (APA) Serra do Barbado. Equipes de brigatistas começaram o trabalho de combate às chamas na manhã de segunda-feira (31). O local já foi atingido pelo fogo em outras ocasiões, uma delas foi no ano de 2011. Ainda não há suspeitas do que provocou o incêndio.

Queimada irregular destrói três veículos próximo ao Sesc Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 06 jun 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: WhatsApp BRG

IMG_1024

Três veículos foram completamente destruídos por um incêndio, no estacionamento do Sesc de Vitória da Conquista, na manhã deste domingo (5). A suspeita é que alguém teria colocado fogo em um mato próximo, e as chamas acabaram chegando até os carros.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas, mas nada puderam fazer para evitar a destruição. Apesar da gravidade do problema ninguém ficou ferido. A pessoa que iniciou a queimada foi identificada e conduzida a delegacia. Seu nome não foi divulgado.

BLOG DA RESENHA GERAL já mostrou que as queimadas  próximo ao Sesc, no bairro Bruno Bacelar, são comuns. Pela localização afastada e ser rodeado de matagais, os moradores da localidade tentam conter o avanço do mato utilizando esta técnica ilegal.

A grande parcela da população desconhece, porém, provocar a queimada, por ato de vandalismo ou com finalidade econômica, gerando poluição, também é crime, segundo o artigo 54, da Lei do Meio Ambiente (Lei Federal 9 605, de 12/2/98). A pena é de reclusão, de um a quatro anos, e multa. Caso o crime seja considerado culposo (ou seja, a pessoa poluiu sem que tivesse a intenção deliberada de poluir), a pena será a detenção, de seis meses a um ano, e multa.

Moradores reclamam de queimadas em terreno invadido no bairro Alegria

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 set 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: leitor BRG

FumaçaOs moradores do bairro Alegria, em Vitória da Conquista, estão indignados com a situação de um terreno baldio na localidade que é alvo constante de queimadas. Segundo os vizinhos da região conhecida como Baixada do Alegria, populares estão invadindo a área e acabam colocando fogo na vegetação, o que provoca muito incomodo nas moradias vizinhas.

Em contato com o BLOG DA RESENHA GERAL, uma moradora encaminhou uma foto que registra o momento de uma destas queimadas e a chegada do Corpo de Bombeiros para conter o fogo. “Não entendo porque a prefeitura não intervém para dar fim a esse problema. Isso é um absurdo”.

Provocar queimada é crime

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 05 ago 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_0004

O repórter fotográfico Eliezer Oliveira registrou este flagrante de queimada irregular na avenida Anel do Contorno Rodoviário, no bairro Bruno Bacelar, na tarde dessa terça-feira (4). A fumaça era tão espessa, que atrapalhava a visão de quem trafegava pela via.

Segundo Eliezer, a fumaça irritou alguns moradores que residem próximos ao SESC. “Uma senhora me contou que sua filha estava doente com problemas respiratórios e a fumaça estava agravando a sua situação”, disse o fotógrafo.

A grande parcela da população desconhece, porém, provocar a queimada, por ato de vandalismo ou com finalidade econômica, gerando poluição, também é crime, segundo o artigo 54, da Lei do Meio Ambiente (Lei Federal 9 605, de 12/2/98). A pena é de reclusão, de um a quatro anos, e multa. Caso o crime seja considerado culposo (ou seja, a pessoa poluiu sem que tivesse a intenção deliberada de poluir), a pena será a detenção, de seis meses a um ano, e multa.