Com discurso ufanista, Rio 2016 fala em ‘Jogos mais econômicos da história’

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 18 set 2016

Tags:, ,

Estadão

images
Em tom ufanista, o Comitê Rio-2016 fez um balanço dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos neste domingo, considerando que os eventos “entrarão para história” e que “nenhuma cidade mudou tanto como o Rio nos 120 anos” de Jogos Olímpicos da era moderna. O comitê manteve o discurso de que tudo isso foi possível “com os Jogos mais econômicos da história”.

A organização dos dois eventos consumiu R$ 9,14 bilhões de reais e necessitou de um aporte emergencial de recursos públicos que poderá ultrapassar os R$ 200 milhões. Às vésperas da Paralimpíada, o comitê foi à Prefeitura do Rio e ao Palácio do Planalto buscar R$ 250 milhões. O governo municipal liberou até R$ 150 milhões em convênios, enquanto que o ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou que empresas estatais poderiam investir até R$ 100 milhões em patrocínios. Os valores repassados até o momento ficaram abaixo disso.

O Rio-2016 informou que gastou R$ 30 milhões da Prefeitura para custear viagens de atletas da Paralimpíada – a entidade ainda poderá utilizar mais desses recursos -, enquanto que os patrocínios das empresas estatais estão na casa dos R$ 70 milhões.

Mesmo assim, o comitê não contabiliza os patrocínios estatais como dinheiro público. “Quem entrou no Parque Olímpico viu um cartaz enorme da Petrobras. Ela fez um estande onde estava vendendo seus produtos, sua marca. Nós vendemos esse espaço para a Petrobras, como milhares de empresas privadas fizeram, e algumas empresas estatais fizeram. Nós não achamos que isso é um aporte (de dinheiro público), que isso sai de outras coisas e vai para o comitê”, afirmou o CEO do Rio-2016, Sidney Levy. …Leia na íntegra

O trimedalhista olímpico Isaquias é recebido com festa em sua cidade natal

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 27 ago 2016

Tags:, ,

Correio 24 horas

201608261910357210
Isaquias Queiroz voltou pela primeira vez para sua cidade, Ubaitaba, na Bahia, e desfilou em cima de um carro de bombeiro depois de conquistar três medalhas na Olimpíada do Rio. Logo que o veículo estacionou próximo da rodoviária, as pessoas foram se aglomerando na expectativa de ver o rapaz. Quando chegou, uma multidão já estava presente e ele teve até dificuldade de subir no carro de bombeiro. “Mais emocionante que ganhar medalha nos Jogos”, disse o atleta emocionado.

Lá em cima, pegou suas medalhas, colocou no pescoço e posou para milhares de fotos. “É uma alegria muito grande”. A cada esquina, era aplaudido pelas pessoas que queriam ver de perto o rapaz de 22 anos e suas três medalhas conquistadas na canoagem velocidade nos Jogos do Rio, duas de prata, no C1 1.000m e C2 1.000m, e uma de bronze, no C1 200m. Estima-se que mais de 2 mil pessoas estiveram presentes.

Isaquias ficou famoso no Brasil e no mundo por ser o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma mesma edição da Olimpíada e por ser o primeiro atleta da canoagem no mundo a subir três vezes no pódio na mesma edição dos Jogos. Mas em sua cidade, ele é visto como o garoto que lutou e deu certo.

Por todo canto, a prefeitura e o comércio local espalharam faixas com mensagens para Isaquias, como “garoto de ouro”, “você é nosso campeão”, orgulho de Ubaitaba”, “somos todos Isaquias”, entre outras. Os jovens que ainda participam do projeto social da Associação Cacaueira de Canoagem também estiveram presentes na homenagem.

Firme, forte e dourado: Brasil bate Itália e volta ao topo olímpico após 12 anos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Esportes | Data: 21 ago 2016

Tags:, ,

Globo Esporte

gettyimages-593233236
A volta dourada no tempo estava programada para 2004. Era aquela cor de medalha que o Brasil queria repetir depois da prata em Pequim 2008 e Londres 2012. Remanescente da geração de Atenas, Serginho, de 40 anos, foi convencido a deixar a aposentadoria e emprestar um pouco daquele espírito à seleção da Rio 2016.

Inspirada pelo veterano, a equipe coroou a recuperação olímpica diante de um Maracanãzinho lotado. No grand finale deste domingo, mostrou quem mandava ali. Conseguiu se impor e fez a torcida lembrar dos velhos e bons tempos, vencendo a Itália por 3 sets a 0 (25/22, 28/26 e 26/24).

As medalhas douradas de Barcelona 1992 e Atenas 2004 ganharam companhia. O resultado pôs fim também a um longo e incômodo jejum. Até então, o último título havia sido conquistado no Mundial da Itália, em 2010.

Nos últimos quatro anos, a seleção foi mudando a sua cara. Sem Giba, Dante, Rodrigão e Ricardinho, foi preciso apostar em novos nomes. Lucarelli apareceu para preencher uma lacuna e tanto, Wallace cresceu. Bernardinho dizia que a geração não era talentosa como a anterior, mas tinha condições de brigar. No ano olímpico, fez fila na Liga Mundial, em meados de julho, derrubando todos os rivais que estariam no Rio – só perdeu o título para a não classificada Sérvia. Já sem o experiente Sidão, ainda perdeu Murilo na reta final de preparação, ambos cortados por lesões. Nos Jogos, sofreu de novo com problemas físicos de Maurício Souza, Lipe e Lucarelli, foi superada por EUA e Itália e ficou sob o risco de ser eliminada na primeira fase e terminar em nono, igualando a pior campanha, de 1968. Mas veio a reação. França, Argentina e Rússia caíram na sequência, e os italianos, na decisão.

Mesmo remendada, a seleção fez valer seu histórico com o técnico no comando. Em 16 temporadas, após mais de 40 torneios, jamais ficou fora de um pódio em Mundiais e Olimpíadas. Só não ganhou medalhas três vezes, nas Ligas de 2008, 2012 e 2015.

A partida marcou a despedida do líbero Serginho, que agora segue carreira apenas no clube. Com o quarto pódio em quatro edições, ele sai de cena como o maior medalhista olímpico da história do Brasil em esportes coletivos. Sai de cena com o nome gritado, chamado de rei e jogado para o alto pelos companheiros.

Bernardinho também recebeu os aplausos e o reconhecimento da torcida. O treinador, que havia condicionado sua decisão de seguir ou não no comando da equipe ao mês de agosto, assegurou a sua sétima medalha na carreira em nove participações nos Jogos.

COI faz balanço da Rio 2016 e elogia evento: ‘Icônico’

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 20 ago 2016

Tags:, ,

G1

bach

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, fez neste sábado (20) um balanço geral sobre a Rio 2016 e classificou o evento como “icônico”. Durante um encontro com jornalistas no Centro de Mídia do Parque Olímpico neste sábado (20), Bach elogiou esta edição dos Jogos. Para ele, o resultado final da Olimpíada foi “muito positivo”.

“Com esses Jogos Olímpicos tão icônicos, o COI mostrou que é possível realizar os Jogos em outros países. Não somente em países que estão no topo da lista do PIB. Nós mostramos que existe grande solidariedade entre os atletas e com os atletas. Nós conseguimos obter atenção do mundo todo, então podemos afirmar que o resumo dos Jogos é muito positivo”, disse.

Durante o encontro, Bach foi questionado se tomaria novamente a decisão de trazer o evento para o Rio se pudesse voltar no tempo. Ele afirmou que ficou muito satisfeito com a edição atual e daria novamente a oportunidade ao Rio.
“Os Jogos foram realizados nos âmbitos de seus problemas sociais, seus hiatos sociais. Isso foi bom. Os Jogos ficaram perto da realidade do país e da sociedade. O Jogos não aconteceram em um bolha, afastado. E, sim, eu faria os Jogos aqui novamente”, afirmou.

Durante seu pronunciamento inicial, o presidente do COI citou alguns “pontos altos” do evento. Entre eles, Bach lembrou do desempenho do nadador Michael Phelps e do velocista Usain Bolt, que reafirmaram seus papéis no esporte. Além disso, ele comentou sobre exemplos que ultrapassaram as fronteiras das arenas de competição e serviram de lição para a sociedade, como a história de vida da judoca brasileira Rafaela Silva, que trouxe o primeiro ouro para o Brasil. …Leia na íntegra

Isaquias Queiroz é o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas na mesma Olimpíada

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 20 ago 2016

Tags:, ,

Da Redação

IMAGEM_NOTICIA_5Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, neste sábado (20), conquistaram a medalha de prata na canoa dupla. Os brasileiros, que ditaram um ritmo forte durante toda a prova, acabaram sendo superados pelos alemães Brendel e Wandrey no final e ficaram com o segundo lugar.

Com o feito, o atleta baiano, que já havia conquistado uma prata e um bronze na canoa individual, é o primeiro atleta da canoagem a ganhar três medalhas em uma mesma olimpíada e também primeiro do país em todas as modalidades.

“Me sinto muito feliz. Mas não é só de mim. A minha equipe toda está de parabéns”, disse Isaquias, ao canal SporTV. Com os prêmios somados pelo atleta, o Brasil tem 16 medalhas até o momento. São cinco ouros, seis pratas e cinco bronzes.

*Com informações do Bahia Notícias

Baiano garante Ouro no boxe para o Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Esportes | Data: 16 ago 2016

Tags:, , ,

da Redação

Conteúdo Estadão e Bahia,ba

Foto: Geraldo Bubniak/ AGB/ Estadão Conteúdo
Foto: Geraldo Bubniak/ AGB/ Estadão Conteúdo

A torcida brasileira foi decisiva para empurrar o baiano para a conquista da Medalha de Ouro. Com show de esquiva, o baiano Robson Conceição conquistou a medalha de ouro para o Brasil, na categoria peso-leve, até 60kg, nos Jogos Olímpicos Rio 2016, na noite desta terça-feira (16).

O lutador venceu o francês Sofiane Oumiha por decisão unânime e conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil na modalidade. O brasileiro demonstrou muita segurança e estilo de um grande campeão. Por certo, após a medalha de ouro o baiano terá um futuro promissor na carreira de lutador de boxe.

Modalidade Vida Real!

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 16 ago 2016

Tags:, ,

DukeRouboOlimpico

Rio 2016: Rafael Silva conquista mais um bronze para o judô brasileiro

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 12 ago 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

2016-08-12t202328z_985092380_rioec8c1kmp4i_rtrmadp_3_olympics-rio-judo-m-heavy_A0SnGM4Foto: Murad Sezer/REUTERS

Nesta sexta-feira (12), o Brasil conquistou mais uma medalha de bronze no Judô nas Olimpíadas do Rio 2016. Após vencer quatro lutas, o atleta Rafael Silva conseguiu ficar entre os três melhores na categoria acima de 100kg.

O judoca derrotou Abdullo Tangriyev, do Uzbequistão e subiu pela terceira vez no pódio entre os brasileiros da modalidade – Rafaela Silva já havia conseguido o ouro e Mayra Aguiar ficou na terceira posição. Com a conquista, o atleta repetiu o feito de Londres 2012, quando também obteve um bronze.

“Estou muito feliz! Foi muita luta depois da minha lesão. Quero agradecer a todos que me ajudaram. Em casa é bom demais. A torcida pressionou o adversário, me ajudou a todo momento. Muito diferente ganhar essa medalha com a torcida. Eles me empurraram”, disse o atleta.

Conquista receberá instalação em homenagem à Olimpíada

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 ago 2016

Tags:, ,

Da Redação

IMG_1234
Como legado dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, 22 cidades brasileiras receberão, entre agosto e setembro, monumentos e instalações em homenagem ao período dos jogos e à passagem da chama olímpica, uma delas será Vitória da Conquista.

No dia 2 de setembro, a cidade receberá a obra “5 Continentes”, de George Varanese Neri. É uma obra arte monumento ecológica, com os cinco anéis do símbolo olímpico dispostos à superfície, demarcando uma área que servirá de suporte e delimitação para que árvores típicas dos cinco continentes possam crescer e fomentar o elo entre natureza, homens e raças.

Na Bahia, além de Vitória da Conquista, só o município de Juazeiro receberá uma obra. Lá, será instalada a  “Chama Navegante”, obra em fibra de vidro e metal, que dialoga com o vapor Saldanha Marinho, monumento à navegação à margem do rio São Francisco, no antigo porto, criada por Antonio Carlos Coelho de Assis.

As obras são resultado do Prêmio Arte Monumento Brasil 2016, lançado pelo Ministério da Cultura, Fundação Nacional de Artes (Funarte) e Subchefia de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República.

Ainda não há informações de onde será colocada a instalação.

Rafaela Silva brilha na final do judô e conquista primeiro ouro brasileiro do Rio-2016

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 08 ago 2016

Tags:, , , , ,

Correio 24 horas

Rafaela
A primeira medalha de ouro do Brasil no Rio-2016 finalmente saiu. Nesta segunda-feira (8), a judoca Rafaela Silva deu um show em sua cidade natal ao derrotar a oponente Sumiya Dorjsuren, da Mongólia, na final da categoria até 57 kg.

A missão não era fácil. Em cinco lutas que já fez contra a adversária, a brasileira havia vencido apenas uma e perdido outras quatro. Sem se apegar ao passado, venceu ao aplicar um wazari na oponente.

O caminho de Rafaela Silva ao ouro foi bonito. Logo na estreia, a brasileira encarou a alemã Miryam Roper. Em seguida, eliminou Jandi Kim, da Coreia do Sul. Nas quartas de final, a brasileira enfrentou a húngara Hedvig Karakas, responsável por sua eliminação em Londres-2012. Em todas as lutas, ela aplicou um wazari.

Garantida na semifinal, a carioca sofreu, mas venceu a romena Corina Caprioriu, vice-campeã mundial, no Golden Score (tempo extra). Rafaela conseguiu um wazari sobre a oponente e avançou à final para disputar o ouro com Dorjsürengiin Sumiya, da Mongólia, e venceu.

Primeira campeã mundial brasileira pelo judô, Rafaela Silva também conquistou o primeiro ouro do país na Olimpíada do Rio. “A minha vida é o judô. Se não fosse o judô, eu estaria hoje brincando na Cidade de Deus”, disse a judoca, em entrevista à Globo, referindo-se à comunidade onde foi criada, no Rio de Janeiro. “Todo mundo sabe que eu nunca gostei muito de treinar, mas ninguém treinou tanto quanto eu para essa Olimpíada. Agora estou aqui, campeã mundial e Olímpica”, completou.

 

Charge Olímpica da Rio-2016

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 08 ago 2016

Tags:, ,

Charge Olímpica

Abertura das Olimpíadas Rio 2016 (Melhores Momentos)

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Esportes | Data: 07 ago 2016

Tags:, ,

da Redação

O BRG preparou os melhores momentos da abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro. Imagens que encantaram o planeta. O Brasil mesmo em tempos difíceis mostrou um povo alegre e confiante com o futuro do País. Confira imagens do Youtube: