SUAS na Comunidade chega aos assentamentos Santa Marta e Amaralina

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 01 out 2020

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image-2.png

Secom/PMVC

Nesta quinta-feira (01), a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, realiza o projeto SUAS na Comunidade para os moradores dos assentamentos Santa Marta e Amaralina. A ação acontecerá das 9h às 14h, na Escola Municipal Baixa da Fartura.

Serão ofertados os seguintes atendimentos:

  • Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF);
  • Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV);
  • Programa Primeira Infância no SUAS (PIS);
  • Acesso a Carteira do Idoso;
  • Encaminhamentos para Passe Livre Intermunicipal e Interestadual;
  • Atendimento para o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Encaminhamentos para Documentação Civil e/ou regulamentação;
  • Encaminhamento para concessão de Benefícios Eventuais;
  • Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI);
  • Serviço de Abordagem Social;
  • Serviço de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI);
  • Agendamentos para atendimentos nos Creas para inserção nos serviços;
  • Orientação Jurídica;
  • Cadastro Único (CadÚnico)/Programa Bolsa Família: Cadastro, Recadastro e Atualização Cadastral no CadÚnico. Encaminhamentos para acompanhamento do Descumprimento de Condicionalidades do PBF, encaminhamentos e informações sobre descontos na Tarifa de Energia Elétrica, isenção de taxa de inscrição em concursos e vestibulares, ID Jovem;
  • Atendimento do Programa Acessuas Trabalho;
  • Atendimento do Cartão SUS.

Considerando que o contexto de pandemia pode agravar as vulnerabilidades e riscos sociais presentes nos territórios, além da oferta destes serviços, a população irá receber informações sobre prevenção ao novo coronavírus.

Corpo de vítima de execução é encontrado na zona rural de Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 29 nov 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_1203foto: Blitz Conquista

Um homem foi encontrado morto em uma estrada vicinal próximo ao Assentamento Santa Marta, em Vitória da Conquista. O crime ocorreu na desse sábado (28) e tem indícios de execução.

Segundo o site Blitz Conquista, populares disseram à polícia que ouviram vários estampidos por volta das 16h. Minutos depois, o corpo foi encontrado. A vítima ainda não teve o nome divulgado, mas aparentava ter 30 anos.

A Polícia Civil e a Perícia Técnica estiveram no local. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal para autopsia e posterior reconhecimento dos familiares.

Tragédia em Santa Maria: ‘Difícil esquecer o que vi’, diz homem que filmou socorro em boate

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 28 jan 2013

Tags:, ,

G1 | RBS TV

Corpo de homem é encontrado no Assentamento Santa Marta

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Polícia, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 28 nov 2012

Tags:, ,

Da Redação

O corpo foi de um homem foi encontrado em um matagal no assentamento Santa Marta em Vitória da Conquista nesta madrugada (28). É de um homem que aparenta ter mais de 20 anos de idade. Ele tinha duas perfurações de bala no corpo: uma na cabeça e outra nas costas.

Segundo moradores do local, eles ouviram disparos de arma de fogo próximo ao matagal onde o corpo foi encontrado.

A polícia foi acionada pelos moradores do assentamento e o corpo retirado do local por volta das 9h30. A identidade do homem ainda é desconhecida.

A luta diária dos Moradores do Assentamento Amaralina em Vitória da Conquista

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 14 nov 2012

Tags:, ,

Da Redação

Há mais de 14 anos a população cobra uma ponte para ter acesso a outros locais no povoado. 

O Assentamento Amaralina, mais conhecido como Santa Marta, que fica há 6 km de Vitória da Conquista, é um local onde moram cerca de 2.000 moradores. A maioria deles trabalha em lavouras. Mas uma dificuldade torna a rotina no lugar complicada: a falta de uma ponte para travessia.

Para chegar ao outro lado, que dá acesso a localidades como Goiabeira, os moradores têm duas alternativas: ou atravessam dentro d´água pela parte mais baixa do acesso, que é poluída, ou precisam se arriscar em cima de uma viga de cimento de aproximadamente oito metros e pouco mais de 30 cm de largura. Idosos, crianças e adultos se arriscam em uma travessia quase que diária. …Leia na íntegra