Anac flexibiliza regras para transporte de vacinas pelas companhias aéreas

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 15 jan 2021

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 22-12-02-image-2.png

Fonte: Brasil 61

As empresas aéreas vão poder transportar doses de vacinas refrigeradas com gelo seco na cabine de passageiros de aviões. A autorização foi concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac, nesta quarta-feira (13). No entanto, o transporte só vai ocorrer se não houver passageiros no voo. 
 
O regulamento brasileiro de aviação civil considera o gelo seco uma substância perigosa e, por isso, apresenta restrições para o transporte do material na cabine de passageiros. Com a nova norma, apenas tripulantes e outras pessoas que sejam importantes na detecção e combate a incêndios poderão estar a bordo do avião. 

Segundo a Anac, a medida antecipa a esperada demanda para o transporte aéreo nacional e internacional de grandes volumes de vacinas, que farão parte do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. 

Anvisa inicia análise para autorização de uso emergencial de vacinas contra a Covid-19

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 12 jan 2021

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 22-12-02-image-2.png

Fonte: Brasil 61

Os técnicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já começaram a analisar os relatórios com os dados de duas vacinas contra a Covid-19, que tiveram pedidos para uso emergencial feitos pelo Instituto Butantan e pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). 

Em nota, a agência reguladora informou que após o período de checagem da documentação, em que a equipe de especialistas conferiu se todas as informações estavam presentes, deu início à análise. O órgão afirmou que vai continuar em contato com os dois solicitantes da autorização para uso do imunizante durante o processo.

Durante a análise, a Anvisa vai avaliar se os imunizantes têm qualidade, eficácia e segurança contra a Covid-19. O prazo para que a Anvisa conclua a análise para autorizar o uso emergencial de uma vacina contra a Covid-19 é de até 10 dias. 

Ministério da Saúde formaliza compra de 46 mi de doses da CoronaVac junto ao Instituto Butantan

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 08 jan 2021

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-natal-antecipado-1-1.gif

Fonte:

O Ministério da Saúde anunciou assinatura de contrato com o Instituto Butantan para adquirir até 100 milhões de doses da vacina Coronavac contra a covid-19 para o ano de 2021, produzidas pelo órgão em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

O contrato envolve a compra inicial de 46 milhões de unidades, prevendo a possibilidade de renovação com a aquisição de outras 54 milhões de doses posteriormente. Esse modelo foi adotado pela pasta pela falta de orçamento para comercializar a integralidade das 100 milhões de doses. Hoje o Instituto Butantan anunciou que a eficácia da vacina é de 78%.

Pazuello afirmou que a aquisição do lote da Coronavac foi possível graças à medida provisória (MP) editada na quarta (6) permitindo a contratação de vacinas antes do registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A perspectiva da pasta é que sejam disponibilizadas em 2021 até 354 milhões de doses. Este total deve ser formado por dois milhões de doses importadas da Astrazeneca da Índia, 10,4 milhões produzidas pela Fiocruz até mês de julho, 110 milhões fabricadas no Brasil pela Fiocruz a partir de agosto, 42,5 milhões do mecanismo Covax Facility (provavelmente da Astrazeneca) e as 100 milhões da Coronavac oriundas do contrato com o Instituto Butantan.

Governo prevê entrega de mais de 258 milhões de vacinas contra o coronavírus nos próximos meses

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 25 dez 2020

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-natal-antecipado-1-1.gif

Fonte: Brasil 61

O governo federal estima que a população brasileira terá acesso a cerca de 258,4 milhões de doses de diversas vacinas contra a Covid-19 já nos próximos meses. A avaliação foi feita pelo secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, durante uma audiência pública na Comissão Externa da Câmara dos Deputados que acompanha as ações de enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Medeiros disse que há a expectativa de entrega de 42 milhões de doses do consórcio Covax Facility; 100,4 milhões da vacina de Oxford; e 70 milhões da vacina da Pfizer. Já em relação à vacina da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa SinoVac, estima-se a oferta de 46 milhões de doses – 9 milhões seriam entregues em janeiro, 15 milhões em fevereiro e 22 milhões em março do próximo ano. 

Recentemente, o Ministério da Saúde publicou o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. De acordo com o documento, trabalhadores de saúde, idosos acima de 70 anos, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais ribeirinhas serão os primeiros a serem imunizados. Durante a reunião, os parlamentares cobraram a entrada de pessoas com deficiência e obesos mórbidos. 

Segundo Arnaldo Medeiros, a definição dos grupos prioritários foi feita com base na situação epidemiológica e nos índices de óbitos e agravamento da doença. “Obviamente, a situação epidemiológica é um fator determinante quando a gente pensa nos grupos de maior risco de agravamento pelo coronavírus e de óbito, por conta da situação delicada na saúde dessas pessoas”, explica. 

Governo zera Imposto de Importação de vacinas contra covid-19

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 17 set 2020

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_oeste_park_setembro-1.gif

A.Brasil

Nesta quinta-feira, o Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior, ligada ao Ministério da Economia, publicou no Diário Oficial da União resolução que concede redução temporária para zero da alíquota do Imposto de Importação de vacinas contra a covid-19 e outros produtos relacionados ao combate ao novo coronavírus. De acordo com a resolução, o objetivo é “facilitar o combate à pandemia” de covid-19.

Em março de 2020, uma resolução isentou produtos relacionados ao combate à covid-19 até 30 de setembro.

Uma nova resolução publicada hoje prorroga a isenção até o dia 30 de outubro de 2020. Assim, o novo prazo de isenção também vale para os produtos incluídos na lista hoje.

Brasil desenvolve duas vacinas contra Covid-19 com resultados promissores

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 12 ago 2020

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Tivic_BLOG-DA-RESENHA-GERAL_600x65.png

Fonte: Brasil 61

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) investirá R$ 9 milhões para o desenvolvimento de vacinas nacionais contra o novo coronavírus. Os recursos serão utilizados em dois projetos de fármacos que, segundo o governo federal, já apresentaram resultados promissores e se encontram na fase pré-clínica de testes. 

Na última semana, técnicos do ministério estiveram com os coordenadores dos projetos, que estão em andamento na  Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e no Instituto Butantan, para discutirem a futura produção das vacinas no país. No encontro, os pesquisadores apresentaram detalhes sobre os produtos e afirmaram que o Brasil será capaz de exportar as vacinas para mais de 70 países. 

O Brasil tem, atualmente, três vacinas contra a Covid-19 em estágio avançado de testes, sendo duas de laboratórios chineses e outra da Universidade de Oxford, no Reino Unido. Ontem, o governo do Paraná anunciou parceria com a Rússia para a realização de testes no estado de uma vacina produzida pelo governo russo.

Anvisa autoriza novo ensaio clínico de vacinas contra Covid-19

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 28 jul 2020

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

Fonte: Brasil 61

A aprovação para condução de um ensaio clínico que estudará dois tipos de vacinas para Covid-19 foi pulicada na última semana pela Anvisa. De acordo com o órgão, essas vacinas são baseadas em ácido ribonucleico (RNA), que codifica um antígeno específico do vírus Sars-CoV-2. 

Em todo o mundo, o estudo prevê a inclusão de cerca de 29 mil voluntários, sendo mil deles no Brasil, mais especificamente nos estados de São Paulo e Bahia. Os centros que conduzem a pesquisa serão responsáveis pelo recrutamento dos voluntários. 

Para que os testes sejam iniciados em seres humanos, são necessários dois fatores: a aprovação no Conep, órgão ligado ao Ministério da Saúde, responsável pela avaliação ética de pesquisas clínicas, e da própria organização interna dos pesquisadores para recrutamento dos voluntários. 
 

Anvisa autoriza novo ensaio clínico de vacinas contra Covid-19

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 23 jul 2020

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WhatsApp-Image-2020-04-27-at-15.51.14-1024x190.jpeg

Fonte: Brasil 61

A aprovação para condução de um ensaio clínico que estudará dois tipos de vacinas para Covid-19 foi pulicada nesta semana pela Anvisa. De acordo com o órgão, essas vacinas são baseadas em ácido ribonucleico (RNA), que codifica um antígeno específico do vírus Sars-CoV-2. 

Em todo o mundo, o estudo prevê a inclusão de cerca de 29 mil voluntários, sendo mil deles no Brasil, mais especificamente nos estados de São Paulo e Bahia. Os centros que conduzem a pesquisa serão responsáveis pelo recrutamento dos voluntários. 

Este é o terceiro estudo de vacina contra a Covid-19 autorizado pela Anvisa no Brasil. Para esta, o órgão analisou informações das etapas anteriores de desenvolvimento dos produtos, incluindo estudos não clínicos in vitro e em animais, bem como dados preliminares de estudos clínicos em andamento. 

Para que os testes sejam iniciados em seres humanos, são necessários dois fatores: a aprovação no Conep, órgão ligado ao Ministério da Saúde, responsável pela avaliação ética de pesquisas clínicas, e da própria organização interna dos pesquisadores para recrutamento dos voluntários. 

Vacinas contra a Influenza estarão disponíveis nesta quarta-feira (8)

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 07 abr 2020

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

Secom/PMVC

A vacinação contra a Influenza vai estar disponível em todas as unidades de saúde, da zona urbana e da zona rural de Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (8). O Município acaba de receber mais 8 mil doses de vacinas do Governo do Estado, para dar continuidade ao serviço.

Para se vacinar, idosos devem se dirigir à unidade de saúde mais próxima e apresentar a carteira de vacinação, cartão SUS e documento de identidade. Já os profissionais de saúde serão vacinados mediante contracheque, ou outro documento de comprovação profissional, e carteira do respectivo conselho.

A primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza teve início no dia 23 de março e se estende até 15 de abril.

Ministério da Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe em 2020

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 13 dez 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_e2_piscina-3.gif

O Sistema Único de Saúde (SUS), a partir de 2020, passará a ofertar uma dose de reforço da vacina de febre amarela para crianças com 4 anos de idade. O Ministério da Saúde também ampliará, de forma gradativa, a vacinação contra febre amarela nos 1.101 municípios nordestinos que não faziam parte da área de recomendação de vacinação.

A pasta informou também que a campanha contra a gripe, realizada todos os anos entre abril e maio, contará com um novo público, os adultos de 55 a 59 anos. A medida tem por objetivo ampliar a vacinação dos grupos mais vulneráveis.

Segundo o ministério, as datas para início das campanhas serão definidas pelos estados, a partir do plano de implantação elaborado individualmente por eles. “O Ministério da Saúde conta com estoque suficiente para atender à demanda, a partir da solicitação de quantitativo dos estados, responsáveis por fazer a distribuição das doses aos municípios.”

Mais de 15 mil doses de vacinas contra raiva foram apreendidas em Vitória da Conquista

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Saúde, Segurança, Vit. da Conquista | Data: 27 maio 2015

Tags:, ,

Da Redação

Apesar de estarem dentro do prazo de validade, as vacinas estavam acondicionadas de forma irregular, influenciando na resposta imunológica dos animais e não os protegendo contra a doença.

vacinas apreendidasDurante fiscalizações de rotina em revendas de vacinas, a equipe regional da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) de Vitória da Conquista, vinculada à Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), apreendeu mais de 15 mil doses de vacinas contra raiva que estavam acondicionadas de maneira irregular. Apesar de estarem dentro do prazo de validade, com vencimento até 2016, ficou constatado que as vacinas estavam congeladas, influenciando na resposta imunológica dos animais e não os protegendo contra a doença.

De acordo com a fiscal da Adab, Maria de Fátima Guimarães, a geladeira estava cheia e desregulada, criando uma placa de gelo no fundo. “Quando retirei as vacinas que estavam na frente, percebi que as do fundo estavam congeladas, quando deveriam ser conservadas sob refrigeração na temperatura entre 2 e 8 Cº, contou a fiscal. As vacinas foram apreendidas após a constatação de acondicionamento irregular e fora da temperatura, medidas com termômetro infravermelho, e foram lavrados os autos  de apreensão, notificação e de infração, de acordo legislação vigente. O proprietário da revenda alegou que o laboratório responsável pelas vacinas trocou o refrigerador recentemente. …Leia na íntegra