Sinapro-Bahia promove campanha de valorização das agências de publicidade da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Geral | Data: 22 fev 2021

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-redes-sociais-ano-novo.gif

No mês em que se comemora o Dia do Publicitário, o Sindicato das Agências de Propaganda do Estado da Bahia (Sinapro-Bahia) vai promover, em todo a Bahia, uma campanha de valorização das agências de propaganda associadas à entidade, principalmente no interior do Estado.

Com o mote “Para cada situação existe um especialista”, a campanha foi criada e veiculada, originalmente,em 2013 e tem o objetivo de estimular as empresas nas suas estratégias de comunicação e marketing a buscar em agências de publicidade associadas ao Sinapro-Bahia, que podem oferecer serviços com qualidade, eficiência, credibilidade, que atendam às necessidades dos clientes e possibilitam melhor entrega de resultados.

…Leia na íntegra

Dólar atinge a maior valorização desde a criação do Plano Real

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 22 set 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

alta_dolar

A cotação do dólar atingiu seu maior valor desde a criação do Plano Real, em 1994, na sessão desta terça-feira (22). A moeda norte-americana chegou ao valor de R$ 4,033 na máxima. A causa da alta está sendo creditada a instabilidade da economia brasileira e a crise política.

A alta do dólar deve derrubar o Brasil no ranking das maiores economias do mundo, elevar a dívida externa das empresas em reais e pressionar os índices de inflação. Segundo ranking elaborado pela Austin Rating, a escalada do dólar, associada ao baixo crescimento econômico, fará o Brasil perder a 8ª posição entre as maiores economias globais. O cálculo foi baseado em dados do Fundo Monetário Internacional (FMI), pesquisa Focus (18/09/15) e câmbio desta segunda. Pelo ranking, o Brasil deve começar 2016 na 9ª posição, atrás do Canadá, que também vive uma recessão econômica.

A vantagem da desvalorização do real será a melhora no setor externo, com uma redução do déficit em transações correntes.

O maior valor registrado até era o de R$ 3,99, em outubro de 2002. Na época, o mercado temia as implicações da possível eleição do então candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT).