Uesb define até 7 de maio situação da estudante que fraudou sistema de cotas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 18 abr 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

UESB1

O processo de análise do caso da aluna do curso de Medicina da Uesb, Maiara Aparecida Oliveira Freire (foto), deve ser concluído até o dia 7 de maio. Maiara apresentou uma declaração falsa de que era moradora de uma comunidade quilombola do município de Livramento de Nossa Senhora no ato da matrícula.

IMG_0154O BLOG DA RESENHA GERAL solicitou da Uesb informações sobre o processo contra a estudante. Através de nota, a Assessoria de Comunicação da instituição informou que os integrantes da Comissão Processante, formada no dia 7 de abril, “têm prazo de 30 dias para apresentar relatório final, devendo ser observadas as disposições legais”.

Outras denúncias

Após a sentença e condenação da estudante, no dia 30 de março, outras denúncias semelhantes surgiram. Na última sexta (15), um grupo formado por estudantes originários de comunidades quilombolas realizou um protesto no campus da Uesb contra a fraude nas cotas raciais da universidade. O grupo aponta a existência de pelo menos 30 casos suspeitos de frude, a maioria no curso de Medicina.

No entanto, a Uesb não revela se a informação procede. No mesmo comunicado, a Ascom da instituição diz que ainda não obteve “os devidos esclarecimentos” dos “setores responsáveis” pelo assunto.

Os comentários estão encerrados.