Vigilante das Indústrias Nucleares do Brasil cai em bacia do sistema de produção de concentrado de urânio

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Sudoeste | Data: 04 jul 2013

Tags:, , ,

Da Redação

Bacia tinha 20 mil metros cúbicos de liquido radioativo, com substâncias como ácido sulfúrico e outros produtos químicos usados no sistema de beneficiamento do urânio.

acidente-INBUm funcionário das Indústrias Nucleares do Brasil da cidade de Caetité sofreu um acidente após cair em uma das bacias do sistema de produção de concentrado de urânio. O acidente aconteceu no dia 26 de junho, mas só foi divulgado nesta quarta-feira (04) pelo Movimento Paulo Jackson, associação que denuncia problemas socioambientais causados pela mineração no sudoeste do estado.

Segundo a denúncia, a bacia tinha 20 mil metros cúbicos de liquido radioativo, com substâncias como ácido sulfúrico e outros produtos químicos usados no sistema de beneficiamento do urânio.Gilson Fraga trabalha como vigilante na empresa e segundo o Movimento Paulo Jackson, ele sobreviveu ao acidente após passar 3h debaixo de um chuveiro para ser descontaminado. O Movimento denuncia ainda que a empresa não possui um equipamento de segurança que evita acidentes de trabalho em líquido radioativo, conhecido como guarda-corpo.

Por meio da Assessoria de Comunicação da empresa, a INB enviou nota à imprensa sobre o assunto:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A INB informa que no dia 26 de junho, às 6 horas da manhã, um vigilante que fazia a ronda nas áreas externas da unidade caiu numa bacia por onde circulam águas de processo industrial. Ele tomou banho por 25 minutos, para garantir a remoção de qualquer resíduo de sua pele, foi  atendido pelo médico do trabalho, que não constatou nenhum ferimento em seu corpo, e todo o tempo acompanhado pela supervisão de Proteção Radiológica, que não detectou nenhuma contaminação. O mesmo ficou comprovado pelos  exames laboratoriais de sua  urina.

O incidente foi comunicado aos órgãos fiscalizadores das atividades da INB: o IBAMA e a Comissão Nacional de Energia Nuclear, assim como às autoridades do município de Caetité – o prefeito e o presidente da Câmara de Vereadores.”

Foto: Reprodução

Os comentários estão encerrados.