Vitória da Conquista tem 452 casos descartados de Covid-19

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 25 abr 2020

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

A Secretaria Municipal de Saúde notificou 539 casos suspeitos de infecção pelo Novo Coronavírus, até às 17h deste sábado (25). 28 deles foram confirmados laboratorialmente e 452 descartados. Os dados são do Boletim epidemiológico divulgado hoje.

Do total de casos confirmados, 20 evoluíram para cura e 1 para óbito. 7 pacientes aguardam alta, sendo que um permanece internado e 6 em isolamento domiciliar.

59 casos ainda estão sob investigação da Secretaria Municipal de Saúde: 33 aguardam resultado laboratorial e 26 aguardam coleta de amostra. Destes: 3 encontram-se internados, 55 em isolamento domiciliar e 1 veio a óbito na última quinta-feira (23), e aguarda o resultado do exame que é realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública, em Salvador.

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, desde o dia 20 de março, a transmissão do novo coronavírus passou a ser considerada comunitária em todo o território nacional, e, por esse motivo, definições operacionais foram discutidas com o objetivo de orientar o serviço de Vigilância na identificação e notificação dos casos de Covid-19. Essas definições são orientadas por meio do Guia de Vigilância Epidemiológica Emergência de Saúde Pública de importância Nacional pela doença da Covid-19 e na Nota Técnica COE Saúde Nº 54 de 8 de abril de 2020, da Secretaria de Saúde do Estado.

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância de que, neste momento, a população siga as orientações de distanciamento físico e isolamento social, mantendo os cuidados de higiene, evitando aglomerações e, caso apresente sintomas da doença, entre em contato imediatamente com uma Unidade de Saúde ou com o Call Center.

Call Center – A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza um Call Center para tirar dúvidas da população sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem febre de início súbito, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou dificuldade respiratória, na ausência de outro diagnóstico específico. Além disso, crianças com menos de 2 anos de idade, considera-se também como casos de Síndrome Gripal: febre de início súbito e sintomas respiratórios (tosse, coriza e obstrução nasal), caso também não tenha outro diagnóstico específico.

Os comentários estão encerrados.